Grid

GRID_STYLE
FALSE
TRUE

Custom Header

{fbt_classic_header}

Últimos chasques

latest

Festival de Música de Teutônia será lançado em Porto Alegre

Festival atrai estudantes e profissionais do Estado. Foto Leandro A. Hamester Um dos maiores festivais de música do Rio Grande do Sul ...

Festival atrai estudantes e profissionais do Estado. Foto Leandro A. Hamester

Um dos maiores festivais de música do Rio Grande do Sul quer conquistar o público do estado e ampliar sua atuação

Será lançado, oficialmente, na próxima quarta-feira, dia 24 de abril, às 18h, no Jardim Lutzemberger da Casa de Cultura Mário Quintana (CCMQ), o FESTIVAL DE MÚSICA DE TEUTÔNIA 2019, um dos mais importantes festivais de música do RS, que este ano inova, realizando o seu lançamento na capital do estado. Na abertura, haverá a apresentação pocket do Conjunto Instrumental do Colégio Teutônia. A entrada é franca.

Em sua quarta edição, o Festival é promovido pelo Colégio Teutônia e realizado na cidade de Teutônia, distante 100 km de Porto Alegre. Acontecerá de 21 a 25 de julho próximo. O evento busca propiciar o contato dos participantes com o trabalho técnico-musical de renomados profissionais da música. É destinado a estudantes de música, profissionais da área e ao público apreciador de música. Além de realizar algum curso de instrumento, os inscritos podem participar de oficinas, atividades culturais, recitais, concertos, e ainda contam com alimentação e hospedagem incluídas.

O Festival de Música de Teutônia é um evento aguardado pela comunidade e, nas edições anteriores, já reuniu cerca de 200 instrumentistas em cursos e oficinas, com auditórios lotados para as apresentações que compõem a programação. - O Festival possibilita o intercâmbio e a troca de experiências entre os músicos participantes, contribuindo para o crescimento cultural da comunidade, aponta Lucas Eduardo Grave, maestro do Conjunto Instrumental do Colégio Teutônia. Segundo o saxofonista e flautista Pedrinho Figueiredo, diretor artístico do evento, trata-se de um evento de conhecimento, novos saberes e muito amor à música. - É um encontro que propõe alternativas e novos direcionamentos para o fazer musical e para a educação musical", ressalta.

Professores renomados

O Festival de Música de Teutônia costuma reunir um público ávido por conhecimento. Neste ano, a programação contempla 16 cursos de instrumentos musicais e três oficinas. Os instrumentos são. Entre os convidados, estão Charles Regauer, que ministrará oficina de violino. Ele é Bacharel em Música pela UFRGS e Mestre em Música pela Universidade do Novo México, com ênfases em Performance em Viola e Pedagogia do Violino. Durante o mestrado, completou o treinamento no Método Suzuki nos dez volumes do violino com a professora Susan Kempter e está concluindo o treinamento nos livros de viola com a professora Elizabeth Stuen-Walker. Atualmente, trabalha como professor e coordenador da Centenary Suzuki School em Shreveport, USA.

Outra presença destacada é André Meneghello, Primeiro Violista da Orquestra Unisinos Anchienta desde 2010 e Spalla da Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul-RS desde 1997. Ele é criador do programa Desenvolvimento de Carreira para Músicos. No ensino do Violoncelo, destaca-se Milene Aliverti, professora do Departamento de Música da UFRGS e uma das principais violoncelistas da Orquestra de Câmara Teatro São Pedro (OCTSP); atua como solista e camerista em diversas formações no Brasil e no Exterior. Aliverti Aliverti criou o Encontro de Violoncelos do Rio Grande do Sul, que se encontra em sua 20ª edição.

No ensino da flauta transversal, a presença de Ana Carolina Bueno, Bacharel pela UFRGS, atua em várias orquestras sinfônicas e de sopros. Criou o "Vida de Flautista", canal na Internet com mais de 10 mil seguidores. Ministrando aulas de saxofone alto, Amauri Iablonovski, professor de saxofone da UERGS e da UFRGS, onde foi o responsável pela inclusão do instrumento na academia. Atuou com vários nomes da música instrumental, popular, orquestras de câmara, sinfônica e de sopros do RS. Com grande experiência em masterclasses pelo Brasil, Diego Grendene de Souza irá ministrar oficina de Clarinete. Clarinetista da Ospa, desde 2015 ele é o diretor da Escola de Música da Ospa. Atualmente faz Mestrado Profissional na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) sob a orientação de Cristiano Alves.

Outra oficina que certamente atrairá muitos interessados é Canto Coral e Técnica Vocal, devido à grande tradição do Vale do Taquari em grupos vocais. Será ministrada pelo regente, compositor, arranjador, cantor e percussionista, Federico Trindade, integrante do Coral 25 de Julho de Porto Alegre. Os interessados em aperfeiçoar seus conhecimentos no trompete não podem perder a oficina ministrada por Flávio Gabriel, um dos mais destacados trompetistas de sua geração. Gabriel conquistou o 2º prêmio no Concurso Internacional de Música Primavera de Praga em 2010. O prêmio, inédito na história do trompete no Brasil, é considerado um dos mais difíceis no mundo.

O festival ainda oferece a oportunidade de participar da oficina de guitarra, ministrada por Daniel Sá, músico gaúcho, que desenvolve um intenso trabalho com o acordeonista Renato Borghetti como guitarrista, arranjador e diretor musical. Atuou ao lado de nomes como Guinga, Osvaldinho do Acordeon, Arismar do Espírito Santo, Paulo Moura e Sivuca. A bateria será contemplada com a presença de Ricardo Arenhaldt, um dos bateristas mais requisitados da cena musical gaúcha e brasileira. Integra o Grupo Quartchêto com quem já gravou diversos CDs, sempre premiados e contemplados com viagens pelo País e Exterior.

É aguardada a oficina de saxofone tenor, ministrada por Marcelo Martins (RJ), um dos mais consagrados saxofonista e flautistas brasileiros, presente em discos de Djavan, Caetano Veloso, Lulu Santos, Hermeto Pascoal, entre outros inúmeros músicos brasileiros. A grade se completa com os professores/músicos Elieser Fernandes Ribeiro e Flávio Gabriel (trompete), José Milton Vieira (trombone), Nadabe Tomas (trompa), Wilthon Matos (tuba), Marcinho Staggemeier (baixo elétrico) e Léo Ferrarini (teclado).

O Festival de Música de Teutônia é uma iniciativa do Colégio Teutônia, realizado de forma independente, sem financiamento público, e com o apoio de empresas da Região e da comunidade de teutoniense. Com 66 anos de existência, a instituição aposta na educação musical. Uma curiosidade: a escola possui seis professores de música em seu currículo. - A música auxilia a desenvolver a mente humana, promove o equilíbrio, proporciona um estado agradável de bem-estar, facilitando a concentração e o desenvolvimento do raciocínio, além da criatividade e da comunicação, destaca o diretor da instituição, Jonas Rückert.

As inscrições para o Festival de Música de Teutônia podem ser feitas a partir do dia 1° de maio pelo site: www.festivaldemusicadeteutonia.com.br. Maiores informações: (51) 3762-4040 ou (51) 999732910. 

O Festival

A abertura oficial do Festival de Música de Teutônia irá ocorrer no dia 21 de julho, com apresentação da Orquestra Jovem do Colégio Teutônia. No dia 22/07, haverá concerto do Quinteto Porto Alegre. No dia 23, edição especial do projeto Toque Show, com Hique Gomez. No dia 24, apresentação dos alunos das oficinas do Festival. No dia 25, o Festival apresentará a Orquestra Acadêmica, formada por professores e alunos do nível Avançado. Encerrando o encontro, todos os professores e alunos tocam juntos, formando a grande Orquestra do Festival.


Colaboração: Silvia Abreu
(MTB 8679-4) 

Nenhum comentário