O venâncio-airense Volmir Martins era considerado um dos grandes talentos da trova no RS, com carreira na TV e na música
Facebook / Reprodução


O cantor e trovador Volmir Martins morreu um acidente no interior de Getúlio Vargas, nesta madrugada. Ele voltava de um show com o conjunto Os Monarcas no município de Áurea, segundo informou seu empresário, Sandro Sant’Anna.

O velório será no 35 CTG, em Porto Alegre, a partir das 20h deste sábado (27).

Martins, de 48 anos, dirigia uma van na estrada que dá acesso ao distrito de Rio Toldo quando perdeu o controle do veículo, que caiu no Rio Castilha. Outras três pessoas, que também estavam na van, foram socorridas e levadas ao Hospital Santa Terezinha, em Erechim.

Conhecido pelo bordão Ataca As Égua Salvador, o artista era também apresentador de um programa de televisão. A versatilidade do venâncio-airense é conhecida pela comunidade artística.

– Era rápido uma barbaridade, chegava e improvisava na hora. Tinha uma alegria contagiante. Era completo, é uma perda muito grande para arte do Rio Grande - disse o humorista Jair Kobe, que interpreta o personagem Guri de Uruguaiana e fez sucesso nos anos 1980 à frente do grupo nativista Canto Livre.

O talento de Martins para o improviso também é lembrado por Neto Fagundes. O músico, que é apenas seis anos mais velho do que o trovador, lembra que Volmir impressionou desde que começou a frequentar eventos tradicionalistas.

– Além da sua importância musical, o Volmir era um extraordinário trovador. Era dono de um improviso impressionante. Meu tio Darci organizava a Invernada dos Trovadores, e o Volmir era um cara que fazia a diferença. Era um talento, tinha mais ou menos a minha idade, e lembro que ele sempre impressionou nos eventos de trova. Ainda tinha muita coisa para conquistar – diz o músico e apresentador.

A atuação como apresentador de programas de TV também rendeu a Martins popularidade entre artistas do Estado. O músico Joca Martins lembra da personalidade agregadora do trovador nos bastidores de canais como Band e SBT.

– Gravei muitos programas com ele, e era um cara que se preocupava em alegrar todo mundo. O bordão dele, "ataca as égua, Salvador", se tornou muito popular. Perdemos um importante artista, detentor dessa habilidade genuína que é a trova. É um arte complexa, que ele dominava – lembra o músico pelotense.

Durante sua carreira de mais de 20 anos, Volmir Martins lançou quatro discos: Minha Estampa, De Campeiro a Cantador, Saudade do Interior e Ataca as Égua Salvador.


Fonte: portal GauchaZH
Axact

#ProsaGalponeira

O Prosa Galponeira é um portal voltado para a divulgação da cultura gaúcha, amplamente diversificado, trazendo notícias sobre os festivais nativistas, shows - agenda de artistas, rodeios, eventos em CTGs, MTG e CBTG, artigos culturais, histórias e personalidades marcantes da nossa cultura, entre outras informações e histórias. E-mail: prosagalponeira@gmail.com.

Poste o seu comentário:

0 comments: