Aos 48 anos, cantor tradicionalista Volmir Martins morre em acidente após show

O venâncio-airense Volmir Martins era considerado um dos grandes talentos da trova no RS, com carreira na TV e na música
Facebook / Reprodução


O cantor e trovador Volmir Martins morreu um acidente no interior de Getúlio Vargas, nesta madrugada. Ele voltava de um show com o conjunto Os Monarcas no município de Áurea, segundo informou seu empresário, Sandro Sant’Anna.

O velório será no 35 CTG, em Porto Alegre, a partir das 20h deste sábado (27).

Martins, de 48 anos, dirigia uma van na estrada que dá acesso ao distrito de Rio Toldo quando perdeu o controle do veículo, que caiu no Rio Castilha. Outras três pessoas, que também estavam na van, foram socorridas e levadas ao Hospital Santa Terezinha, em Erechim.

Conhecido pelo bordão Ataca As Égua Salvador, o artista era também apresentador de um programa de televisão. A versatilidade do venâncio-airense é conhecida pela comunidade artística.

– Era rápido uma barbaridade, chegava e improvisava na hora. Tinha uma alegria contagiante. Era completo, é uma perda muito grande para arte do Rio Grande - disse o humorista Jair Kobe, que interpreta o personagem Guri de Uruguaiana e fez sucesso nos anos 1980 à frente do grupo nativista Canto Livre.

O talento de Martins para o improviso também é lembrado por Neto Fagundes. O músico, que é apenas seis anos mais velho do que o trovador, lembra que Volmir impressionou desde que começou a frequentar eventos tradicionalistas.

– Além da sua importância musical, o Volmir era um extraordinário trovador. Era dono de um improviso impressionante. Meu tio Darci organizava a Invernada dos Trovadores, e o Volmir era um cara que fazia a diferença. Era um talento, tinha mais ou menos a minha idade, e lembro que ele sempre impressionou nos eventos de trova. Ainda tinha muita coisa para conquistar – diz o músico e apresentador.

A atuação como apresentador de programas de TV também rendeu a Martins popularidade entre artistas do Estado. O músico Joca Martins lembra da personalidade agregadora do trovador nos bastidores de canais como Band e SBT.

– Gravei muitos programas com ele, e era um cara que se preocupava em alegrar todo mundo. O bordão dele, "ataca as égua, Salvador", se tornou muito popular. Perdemos um importante artista, detentor dessa habilidade genuína que é a trova. É um arte complexa, que ele dominava – lembra o músico pelotense.

Durante sua carreira de mais de 20 anos, Volmir Martins lançou quatro discos: Minha Estampa, De Campeiro a Cantador, Saudade do Interior e Ataca as Égua Salvador.


Fonte: portal GauchaZH
Marcadores:

Postar um comentário

[facebook][blogger]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.