O Bugio não morre! por Paulo Costa



Esse final de semana podemos  testemunhar que, enquanto São Francisco de Paula existir o bugio não morre.

E não morre por que tem um povo que ama bugio, além de um povo culto, um povo educadíssimo, e não estou falando de políticos, estou falando do povo, esse mesmo que vem te cumprimentar e te abraça mesmo não sabendo quem tu és.

Não morre por que tem Homens como o Léo Ribeirode Souza, que além da competência poética e artística, é conhecedor do que faz e faz bem feito. A organização do festival, a qualidade musical e o aconchego do CTG Tropeiro Serrano, só somam para a grandeza desse evento e que além de grande, que seja eterno.

Eu nunca havia ido a São Chico de Paula, por ranços meus, mas hoje, quero pedir desculpas ao Povo Franciscano, pelas besteiras que falei um dia dessa gente. Gente que me encantou e que me mostrou que o amor a arte é algo bem maior do que o lapsos de nossos sentimentos e ranços que guardamos por falhas de um ou de outro.

Em seis ocasiões pude ter bugios no Ronco e fui premiados em alguns deles, mas esse ano foi especial por que pude estar lá junto e conferir o que todos me diziam, da grandeza desse festival e das pessoas que lá vivem e, desde já, prometo que nos anos seguintes, em que os evento forem feitos dessa forma, lá eu estarei para continuar aplaudindo-os, pois vocês são a grandeza que sonho ter um dia. Nenhum dos troféus, os prêmios que já ganhei,  nesse festival são parecidos com os abraços que recebi, com os sorrisos que ganhei e com as palavras que ficam, com a certeza de que vale à pena fazer arte, mesmo que seja num País onde os artistas não são valorizados.

Quero agradecer o carinho, o abraço e as palavras de todos, somos apenas um pingo d'água, no oceano, mas sabemos que sem esse pingo o oceano seira um pouco mais vazio.

Grácias por mais um final de semana de Arte e muito aprendizados, enquanto abnegados da arte , que não alimenta orgulho e nem vaidade pessoal, temos a certeza que teremos um Rio Grande muito maior e uma arte muito mais verdadeira, sem tarjas, sem regras, sem preconceitos...apenas verdade.

O BUGIO NÃO MORRE...enquanto o povo estiver em pé, a arte, a música e o bugio não morrem. Nós aplaudimos e aplaudiremos sempre quem põe a arte e a cultura acima de seus interesses pessoais por isso grácias, amigo Léo Ribeiro de Souza, por nos presentear com tamanho evento e bela organização, o Rio Grande agradece!


por Paulo Ricardo Costa
Fonte: blog Entre Mates e Guitarra


Para conferir o RESULTADO do 26º Ronco do Bugio, clique aqui.
Marcadores: , ,

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.