VAI UM MATE AÍ?

Aqui no RS é assim. Pode chegar chegando... na casa dos amigos, dos pais, avós, tios, primos, filhos... O mate sempre vai ser cevado.

Seja inverno, primavera, verão, outono... aqui não tem tempo ruim.

Há quem sinta calor tomando o bom chimarrão, mas há quem diga que ele mata a sede, mesmo no calor de 30º C. Porque gaúcho que é gaúcho, honra e idolatra a sua bebida símbolo, seja qual for a estação do ano.

Ele vem lá da época dos guaranis, onde com as folhas da erva-mate se fazia um delicioso chá que servia de companhia para senhores e senhoras abandonados por seus filhos, em prol da caça e da pesca. Hoje, ele continua sendo a parceria nos momentos de solidão, ou o motivo para uma roda de conversa sempre afiada entre os mais chegados.

Chimarrão ou mate amargo, o queridinho da maioria. Mate doce, mate com chás, mate com leite... a diversidade que ao longo dos anos também adquiriu adoradores, cada qual com seu significado, também é parte da história do nosso Estado.

Vale provar, e aprovar. Ou não. Afinal, gostos, cores e amores não se discute.

Tem também o famoso tererê, tão difundido por nossos hermanos argentinos, e que conquistaram os corações de muitos, principalmente jovens, e no verão. Não é de fato nossa bebida tradicional, nem tão pouco defendida por todos, mas que neste calor escaldante do verão Rio-Grandense ele cai bem, isso cai mesmo.

Muitos estranham o nosso famoso Chimarrão. Todos bebem na mesma cuia, na mesma bomba... e sempre tem os avisos, aos desavisados:

- Precisa beber até roncar;

- NÃÃO mexe na bomba;

- Chimarrão não é microfone;

E por aí vai... São tantas recomendações e tantas regrinhas, que deixam toda a história ainda mais interessante, ou mais intrigante.

Mas o curioso é que seja ele motivo para reunir amigos ou então um mate solito, o chimarrão é indispensável na vida do gaúcho.

Serve de companhia, de afago, de carinho. Serve de esperança, de amor, e de tradição. Serve como lembrete, dia após dia, de como é gostoso ser gaúcho, no modo mais ao pé da letra de se dizer. Fonte! Sítio Cantinho Gaúcho – www.cantinhogaucho.blogspot.com.

Valdemar Engroff
Axact

#ProsaGalponeira

O Prosa Galponeira é um portal voltado para a divulgação da cultura gaúcha, amplamente diversificado, trazendo notícias sobre os festivais nativistas, shows - agenda de artistas, rodeios, eventos em CTGs, MTG e CBTG, artigos culturais, histórias e personalidades marcantes da nossa cultura, entre outras informações e histórias. E-mail: prosagalponeira@gmail.com.

Poste o seu comentário:

0 comments: