MTG - 50 anos de história

Afonso Hamm

Somos reconhecidos pela bravura e pela força da nossa tradição. Em todos os cantos do País, a figura típica do gaúcho, com o sotaque e o linguajar próprios, a indumentária e a cuia de chimarrão na mão despertam atenção e curiosidade.

No entanto, por trás dessa imagem, encontra-se o mais autêntico homem da terra, persistente e dedicado, forjado na dureza da vida pastoril.

Constituído, oficialmente, em 1966, pela associação de todas as entidades tradicionalistas em atividade à época, em 2016 o Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) comemora 50 anos como uma congregação de 1.700 organizações, que reúnem aproximadamente 1 milhão de associados.

O movimento é um orgulho para os gaúchos não somente pela organização e estrutura que mantém, mas por disseminar com legitimidade a história, a cultura e os costumes da nossa gente no Brasil e no exterior.
Neste momento de comemorações, precisamos valorizar e reconhecer o esforço do MTG na preservação das manifestações da cultura gaúcha, com as invernadas artísticas que executam as danças tradicionais do nosso folclore e, também, os rodeios, que tem o compromisso dos tradicionalistas e idealizadores com o bem-estar dos animais nas provas de tiro de laço e gineteadas.

Antes de tudo, a natureza dos rodeios reproduz, com espírito de competição, o cotidiano da lida campeira.

Por isso, é inconcebível excluí-lo do calendário festivo do Estado, pois seria como mudar a autenticidade do gaúcho, diante do prejuízo que ocasionaria na tradição e na economia local, considerando seu potencial turístico.

Nesta data, reforçamos os desejos de que o movimento continue trabalhando para manter acesa a chama da tradição, para que mais pessoas conheçam a riqueza dos nossos valores e a beleza da nossa terra e que, a exemplo de outros estados, nutram o mesmo desejo de conhecer e multiplicar a nossa cultura.

Deputado federal (PP)
Marcadores: ,

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.