Grid

GRID_STYLE
FALSE
TRUE

Custom Header

{fbt_classic_header}

Últimos chasques

latest

CTG Porteira da Querência: palestra, festa junina e desafio farroupilha

O CTG Porteira da Querência, de Sarandi, 7ªRT, realizou no último dia 27, uma palestra sobre o tema dos festejos farroupilhas de 2019:...


O CTG Porteira da Querência, de Sarandi, 7ªRT, realizou no último dia 27, uma palestra sobre o tema dos festejos farroupilhas de 2019: "Paixão Côrtes: Vida e Obra" - além de uma fala sobre as festas juninas, na visão do folclorista. O palestrante foi Rogério Bastos, que contou um pouco sobre a historia dos festejos, a tematização do evento até chegar no tema deste ano.

Logo após a palestra, o CTG apresentou seu vídeo institucional de inscrição no Desafio Farroupilha deste ano, com a invernada mirim da entidade (junto estavam os pré mirins e quem faz parte das escolinhas). Desta feita o Desafio Farroupilha, tem dois temas especiais: a solidariedade e as brincadeiras infantis antigas.

A vida é feita de desafios e obstáculos que precisamos superar. Muitos deles são necessários parceiros que acreditem na capacidade de sairmos vitoriosos, no desejo de trazermos alegria e cultura a toda comunidade sarandiense. "Com este intuito, nossa entidade vai participar do Desafio Farroupilha 2019, a dança das crianças! Sim, em sua sexta temporada, o Reality de Danças Tradicionais da RBS/TV abriu cancha pra piazada. Como forma de demonstrar a alegria que sentimos em representar esta entidade tradicionalista e o orgulho de preservar os costumes de nossos antepassados, resgataremos a brincadeira BOLINHA de SABÃO com TALO de CEBOLA" - contou Nilton Debastiani, Patrão do CTG Porteira da Querência.

"Os brinquedos de antigamente, eram feitas pelas crianças com a ajuda dos pais, pois não tinham condições de comprar. Eles usavam a criatividade e buscavam na natureza e objetos que tinham em casa para fazer seus brinquedos que garantiam a diversão. Por isso, apresentaremos a vocês uma brincadeira muito simples, como tudo era naquela época, mas não menos divertida. Não encontramos em livros a sua origem, acreditamos que, como é um brinquedo simples, poderia ter se perdido no tempo" - destaca na página do CTG, no facebook. A pesquisa se encontra no livro publicado pelos Piás do RS, 2017/2018, Saullo, Rafael e Gustavo, na página 25, onde tem uma entrevista com a “tia” Ninha, pois esta era uma brincadeira que ela, seus irmãos e amigos brincavam quando criança. Esta brincadeira desenvolve a coordenação motora, a criatividade, a imaginação proporcionando momentos de alegria com amigos e nos coloca em contato com a natureza.

Para encerrar a noite, o CTG promoveu brincadeiras com seus grupos de danças e uma confraternização com doces e salgados e muito quentão.


Fonte: blog do Rogério Bastos

Nenhum comentário