Grid

GRID_STYLE
FALSE
TRUE

Custom Header

{fbt_classic_header}

Últimos chasques

latest

Cinco e Meia da Manhã é a vencedora da 27ª Sapecada da Canção Nativa

Dezesseis músicas, sendo quatro da Sapecada da Serra Catarinense e 12 da Sapecada da Canção Nativa, embalaram o Palco Nativista durante ...


Dezesseis músicas, sendo quatro da Sapecada da Serra Catarinense e 12 da Sapecada da Canção Nativa, embalaram o Palco Nativista durante a final da 27ª Sapecada da Canção Nativa, no Parque de Exposições Conta Dinheiro. Contudo, dentre tantas premiações ao final, uma se destacou entre todas as outras: “Cinco e meia da manhã”.

Aclamadíssima, a música recebeu outros três prêmios (Melhor Letra, Melhor Arranjo e Melhor Conjunto Vocal) e foi interpretada por André Teixeira, com letra de Edilberto Teixeira, melodia de André Teixeira, de ritmo Milonga. O bronze e o prata ficaram com “O Princípio e o Fim”, e “Rastro do tempo sobre o chão da alma”, interpretados por Marcelo Oliveira e Joca Martins, respectivamente. E abaixo, você pode rever todo o festival e apreciar novamente cada música, cada melodia e interpretação.






RESULTADO FINAL:

1º LUGAR
CINCO E MEIA DA MANHÃ - MILONGA
Letra: Edilberto Teixeira
Música: André Teixeira
Intérprete: André Teixeira

2º LUGAR
RASTROS DO TEMPOSOBRE O CHÃO DA ALMA - MILONGA
Letra: Eron Vaz Mattos
Música: Cristian Camargo
Intérprete: Joca Martins

3º LUGAR
O PRINCÍPIO E O FIM - MILONGA
Letra: Sérgio Carvalho Pereira
Música: Marcelo Oliveira
Intérprete: Marcelo Oliveira

MÚSICA MAIS POPULAR
A ZAMBA QUE FIZ PRA TI - ZAMBA
Letra: Rogério Villagran
Música: Kiko Goulart
Intérprete: Quarteto Coração de Potro

MELHOR TEMA SOBRE A REGIÃO SERRANA
TIRO, GRITO E BOLO FRITO - RANCHEIRA
Letra: Isadora Martini / Sandoval Oberti Machado
Música: Sandoval Oberti Machado
Intérprete: Zetti Gaudéria de Paula

MELHOR TEMA CAMPEIRO
PENACHO - CHAMARRA
Letra: Felipe Ugoski Bacchieri
Música: Fabiano Bacchieri
Intérprete: Fabiano Bacchieri

MELHOR CONJUNTO VOCAL
CINCO E MEIA DA MANHÃ - MILONGA
Letra: Edilberto Teixeira
Música: André Teixeira
Intérprete: André Teixeira

MELHOR ARRANJO
CINCO E MEIA DA MANHÃ - MILONGA
Letra: Edilberto Teixeira
Música: André Teixeira
Intérprete: André Teixeira

MELHOR MELODIA
O PRINCÍPIO E O FIM - MILONGA
Letra: Sérgio Carvalho Pereira
Música: Marcelo Oliveira
Intérprete: Marcelo Oliveira

MELHOR LETRA
RASTROS DO TEMPOSOBRE O CHÃO DA ALMA - MILONGA
Letra: Eron Vaz Mattos
Música: Cristian Camargo
Intérprete: Joca Martins

MELHOR INSTRUMENTISTA
EVERSON MARÉ
na música "CERCADITO"
Letra: Marco Antônio Xiru Antunes / Sérgio Carvalho Pereira
Música: Fabiano Bacchieri

MELHOR INTÉRPRETE
MARCELO OLIVEIRA
na música "O PRINCÍPIO E O FIM"


Confira a letra da canção vencedora:

Cinco e meia da manhã
É hora de arriar os pelegos
Porque o céu está azulego
E o patrão já levantou.
Logo vem surgindo a aurora,
As Três-Marias foram embora
E a Boieira ressuscitou.

Cinco e meia da manhã
Hora de encilhar cavalo,
Outra vez cantou o galo
Trepado lá na figueira.
Quando mais, senão agora,
Índio grosso não namora
Negaceia a noite inteira.

Cinco e meia da manhã
Com a vassoura ali esquecida,
Já foi feita a recolhida
E a ordenha da vaca mansa.
Um cardeal num pé de Amora
Com seu canto comemora
A manhã clareando a Estância.

Cinco e meia da manhã
Bota os seus ossos de ponta,
Ligeiro como uma lontra
O peão velho agarra média.
Pega um tento e ata a espora
Com os dedos sujos de fora
E com o cavalo pela rédea.

Cinco e meia da manhã
Hora de parar rodeio,
Logo o peão balança o freio,
Com o cheiro de picumã.
Companheiro não se escora
E só o peão que é caipora
Queima o assado de manhã.

Fonte: Portal dos Festivais e CL - Correio Lageano

Nenhum comentário