Grid

GRID_STYLE
FALSE
TRUE

Custom Header

{fbt_classic_header}

Últimos chasques

latest

Proposta quer trazer o Laçador para a rótula das Av. Edvaldo Pereira Paiva com Augusto de Carvalho

Laçador na rótula das  avenidas Edvaldo Pereira Paiva com Augusto de Carvalho Arte: Jeandro Garcia Minha gente. Está marcada pra o dia...


Laçador na rótula das  avenidas Edvaldo Pereira Paiva com Augusto de Carvalho
Arte: Jeandro Garcia

Minha gente.

Está marcada pra o dia 2 de abril uma reunião entre os principais órgãos de preservação do patrimônio histórico para discutir a localização do Laçador. Boa parte da elite cultural de Porto Alegre defende um novo local para a estátua pois o Laçador, aonde está, ficou afastado do cotidiano da cidade. O município não gastaria  nada com uma eventual troca de lugar do monumento pois, no segundo semestre, o mesmo será levado para um galpão para reformas.

No dia de ontem o memorial foi liberado para selfies com andaimes colocados ao redor da estátua, aonde as pessoas podem chegar bem perto para uma fotografia junto ao monumento mais importante do Estado.

Além do Secretário Municipal de Cultura Luciano Alabarse, estarão presentes representantes da Secretaria de Estado da Cultura, do Instituto do Patrimônio Nacional (Iphan), do Instituto do Patrimônio do Estado (Iphan), do Conselho Municipal de Cultura e do Conselho Estadual de Cultura.

- Se queremos admira-lo como obra de arte, não há dúvidas de que o Laçador precisa estar mais perto dos olhos, como um dia já esteve - analisa o Coordenador da Memória Cultural do Município, José Francisco Alves.

Sob os argumentos de que o Sítio não virou ponto de convivência e de pouca visibilidade do memorial, nomes como Carlos Paixão Côrtes, filho do folclorista que serviu de modelo a estátua, defendem a mudança. Outros, entendem que o Laçador deva ficar onde está.

A reunião servirá apenas para debater se o Laçador deve ou não trocar de lugar. Se for decidido pelo sim, a prefeitura deverá consultar a população, possivelmente através de votação na internet, sobre qual seria o ponto ideal.

Nossa opinião é favorável a mudança. No local em que se encontra a estátua é vista de longe por quem adentra na capital pela BR 116 e quem chega ou sai do aeroporto, por estarem sempre com pressa, apenas lhe atiram um olhar de curiosidade. Poucos se dão ao trabalho de parar o carro, fotografar, ou mesmo tirar um tempo e ir até o sítio apenas para conhecer o belo monumento.

Achamos que a Rótula das Cuias, um local revitalizado, ao largo da orla do Guaíba, local de fácil acesso, com milhares de pessoas em deslocamento ou curtindo as belas áreas de lazer, bombeando o por do sol, o Acampamento Farroupilha... seria um ótimo lugar para permanecer em definitivo o maior símbolo de todos os gaúchos.


Abaixo uma arte criado por nosso amigo Jeandro Garcia dando uma ideia de como seria o Laçador no local que pleiteamos.

Considerado patrimônio da cidade  desde agosto de 1992, o Laçador foi inaugurado em 20 de setembro de 1958, nas comemorações do 123º aniversário da Revolução Farroupilha. Com 4,4 metros de altura e pesando 3,8 mil quilos, o monumento teve várias denominações: Bombeador, Boleador e, finalmente, Laçador.  

Criado no Rio de Janeiro no atelier do escultor pelotense Antonio Caringi, esteve exposto no Parque Ibirapuera, no pavilhão do Rio Grande do Sul, em 1954, durante as festividades do 4º Centenário de São Paulo, sendo, depois, adquirido pela prefeitura de Porto Alegre. Antes de trocar de lugar, em 2007, foi tombado pela Secretaria Municipal de Cultura, em edital de julho de 2001. Porém, já em 1991, por votação popular, a obra havia sido eleita símbolo oficial de Porto Alegre.


Fonte: blog do Léo Ribeiro

Nenhum comentário