Page Nav

HIDE
GRID_STYLE

Post/Page

Weather Location

Classic Header

{fbt_classic_header}

Header Ad

Últimos chasques:

latest

Nota de Instrução 14/2018 - Pesquisa Entrevero

ANEXO: 02 da Nota de Instrução 14/2018
PESQUISA ENTREVERO

OBSERVAÇÃO

O 31° Entrevero Cultural de Peões, Guris e Piás – fase estadual (abril /2019) será regido pela Nota de Instrução 04/2017 e pela Nota de Esclarecimento que abrange…


ANEXO: 02 da Nota de Instrução 14/2018
PESQUISA ENTREVERO

OBSERVAÇÃO

O 31° Entrevero Cultural de Peões, Guris e Piás – fase estadual (abril /2019) será regido pela Nota de Instrução 04/2017 e pela Nota de Esclarecimento que abrange o 31º Entrevero Cultural de Peões (disponíveis no site do M.T.G.), seguindo os mesmos padrões já estabelecidos para a fase regional que ocorreu em junho de 2018.

ABRANGÊNCIA

32º ENTREVERO CULTURAL DE PEÕES, GURIS E PIÁS
(Fase Regional – Junho de 2019 / Fase Estadual – Abril de 2020)

TEMA:
“Os Tropeiros da Atualidade”

OBJETIVOS:

    Resgatar a história dos tropeiros de antigamente através de pesquisas de campo e bibliográfica, relatando como viviam e suas principais contribuições;
    Pesquisar como vivem e como é o trabalho dos tropeiros da atualidade;
    Pesquisar como ocorreu a evolução do tropeirismo no Rio Grande do Sul;
    Fazer um comparativo de como era e como é o tropeirismo.

PROPOSTA:

    Os Peões e Guris deverão realizar um resgate do tropeirismo e dos tropeiros, buscando traçar um comparativo de como viviam antigamente e como vivem atualmente os tropeiros. Trazer à pesquisa qual a importância dos tropeiros da atualidade, evidenciando como ainda contribuem para a história, economia e folclore do Rio Grande do Sul;
    Entrevistar tropeiros, familiares, amigos e pessoas que tenham conhecido ou conheçam o trabalho dos tropeiros de hoje e/ou de antigamente;
    Organizar um relatório acompanhado de fotografias das entrevistas e/ou atividades realizadas durante a elaboração da pesquisa;
    Se possível, adicionar à pesquisa recortes de jornais, revistas e outros recursos que possam enriquecer o trabalho;
    Esse trabalho de pesquisa deverá entregue impresso e encadernado, juntamente com o Relatório de Vivência Tradicionalista, tanto na Fase Regional, quanto Estadual;
    Na fase estadual a pesquisa não será devolvida, pois ficará junto ao acervo bibliográfico do MTG.

PADRÃO DE FORMATAÇÃO DA PESQUISA:

    A pesquisa deverá ter dados de identificação (nome, escolaridade, entidade, cidade, região), introdução, desenvolvimento, conclusão, bibliografia;
    A fonte poderá ser “calibri”, “arial” ou “times new roman”, tamanho padrão 12 ou 13;
    Será observada a forma de elaboração da pesquisa (organização, disposição das informações, formatação), sendo que o conteúdo plagiado será desconsiderado.

Para fins de avaliação, deverão ser respeitadas as peculiaridades regionais em relação ao tropeirismo e não deverão ser cobrados itens que não estejam elencados nesta nota de instrução.

Porto Alegre, agosto de 2018.

Roberta R. Jacinto
Diretora de Concursos/MTG

Jane T. Bitsck
Vice-Presidente de Cultura/MTG

Nairioli Antunes Callegaro
Presidente do MTG

Fonte: MTG

Nenhum comentário

Ads Place