Page Nav

HIDE
GRID_STYLE

Post/Page

Weather Location

Classic Header

{fbt_classic_header}

Header Ad

Últimos chasques:

latest

Nota de Instrução 14/2018 - Mostra Folclórica

ANEXO: 01 da Nota de Instrução 14/2018
MOSTRA FOLCLÓRICA
OBSERVAÇÃO

A mostra folclórica da 49ª Ciranda Cultural de Prendas – fase estadual (maio/2019) será regida pela Nota de Instrução 04/2017 e pela Nota de Esclarecimento que a…


 ANEXO: 01 da Nota de Instrução 14/2018
MOSTRA FOLCLÓRICA

OBSERVAÇÃO

A mostra folclórica da 49ª Ciranda Cultural de Prendas – fase estadual (maio/2019) será regida pela Nota de Instrução 04/2017 e pela Nota de Esclarecimento que abrange a 49ª Ciranda Cultural de Prendas (disponíveis no site do MTG.), seguindo os mesmos padrões já estabelecidos para a fase regional que ocorreu em junho de 2018.

50ª CIRANDA CULTURAL DE PRENDAS
(Fase Regional – Junho de 2019 / Fase Estadual – Maio de 2020)

CATEGORIA MIRIM

TEMA:
“Resgatando os Contos, Mitos e Lendas do Rio Grande do Sul”

Este tema tem como objetivo:

    Resgatar, divulgar e valorizar os contos, mitos e lendas presentes no imaginário social a nível estadual, regional e/ou municipal;
    Evidenciar a importância dos contos, mitos e lendas para o folclore gaúcho e para o imaginário infantil;
    Pesquisar contos, mitos e/ou lendas do Rio Grande do Sul, da região e/ou cidade;
    Realizar pesquisa bibliográfica e de campo, esta última através de entrevistas com pais, avós, tios, amigos, buscando evidenciar os contos, mitos e lendas que eles conheceram na infância. Elaborar um relatório com as informações obtidas;
    Organizar a mostra com um ou mais contos, mitos e/ou lendas, selecionando um para apresentar à comissão avaliadora;
    Os contos, mitos e/ou lendas podem ser gaúchos ou trazidos pelos imigrantes que povoaram o Rio Grande do Sul.


CATEGORIAS JUVENIL E ADULTA

TEMA:
“Mulheres que fizeram e fazem história no tradicionalismo”

Este tema tem como objetivo:

    Conhecer e enaltecer o trabalho das mulheres que ajudaram e estão ajudando a escrever a história do tradicionalismo em suas entidades, região e/ou MTG;
    Resgatar e divulgar iniciativas, projetos, trabalhos e trajetórias que contribuam ou contribuíram positivamente para o tradicionalismo, servindo de exemplo e inspiração para as futuras gerações;
    Realizar pesquisa bibliográfica e/ou de campo, buscando informações a respeito de mulheres que ajudaram e ainda ajudam a traçar a história do tradicionalismo;
    Pesquisar através de contato, quando possível, com a própria pessoa, com familiares e amigos, recortes de jornais e notícias veiculadas nas mais diversas mídias, a respeito da vida dessas mulheres e a contribuição que deixaram ou estão deixando para o tradicionalismo a nível municipal, regional e/ou estadual;
    Elaborar um relatório com os dados obtidos;
    Organizar uma mostra expondo materiais sobre uma ou mais dessas mulheres e selecionar uma para apresentar a Comissão avaliadora.

REGRAS PARA MOSTRA FOLCLÓRICA

1. O tempo de apresentação para todas as categorias é de até 10 (dez) minutos. A candidata será avisada quando o tempo se esgotar. Caso ultrapassar o tempo, serão descontados cinco centésimos (0,05) por minuto inteiro que exceder ao tempo, descontado na nota final;

2. A pesquisa bibliográfica e as entrevistas da Mostra Folclórica devem ser entregues impressas e encadernadas, junto com o Relatório de Atividades. A pesquisa não será devolvida, pois ficará junto ao acervo bibliográfico do MTG;

3. Cada candidata deverá ocupar somente o espaço destinado pela Comissão Organizadora, sob pena de ser advertida. Procurar evitar exageros na quantidade de objetos apresentados. Fica vedado o fechamento dos espaços nas laterais;

4. Outras pessoas poderão auxiliar a candidata durante a montagem da Mostra. Quando fizerem parte do cenário, não poderão interferir na oralidade da candidata;

5. Aos “figurantes” será permitido o uso de trajes caracterizando o tema da Mostra, mas a candidata deverá usar sempre a pilcha gaúcha atual;

6. Será observado o uso da pilcha gaúcha na realização das entrevistas ou outras investigações feitas pela candidata.

PADRÃO DE FORMATAÇÃO DA PESQUISA

    A pesquisa deverá ter dados de identificação (nome, escolaridade, entidade, cidade, região), introdução, desenvolvimento, conclusão, bibliografia (se houver);
    A fonte poderá ser “calibri”, “arial” ou “times new roman”, tamanho padrão 12, 13 ou 14;
    Será observada a forma de elaboração da pesquisa (organização, disposição das informações, formatação), sendo que o conteúdo plagiado será desconsiderado.

Para fins de avaliação, nas categorias juvenil e adulta, não deverá ser descontada a falta de bibliografia, quando esta não for encontrada, uma vez que nem todas as pessoas tem biografia e/ou informações publicadas em livros. Não deverão ser cobrados itens que não estejam elencados nesta nota de instrução.

Porto Alegre, agosto de 2018.

Roberta R. Jacinto
Diretora de Concursos/MTG

Jane T. Bitsck
Vice-Presidente de Cultura/MTG

Nairioli Antunes Callegaro
Presidente do MTG

Fonte: MTG

Nenhum comentário

Ads Place