Posicionamento de bandeiras para os eventos - Colocação de bandeiras no Dispositivo


Gente, nessa época em que temos muitas atividades cívico-culturais nas entidades nos deparamos com um problema epidêmico: A colocação de bandeiras. Chega a hora do evento e é um "Deus nos acuda!". Muitas opiniões, muitas sugestões, muitos entendidos. Mas a regrinha é simples, para colocar as bandeiras nos devidos lugares no dispositivo.

Bandeiras Nacional e Rio-grandense de acordo com que definem os Decretos: Federal n° 70.274, de 09.03.72 e Estadual n° 30.012, de 31.12.80. Bandeira do MTG, das RT’s e das Entidades Tradicionalistas. Podem ser utilizadas em todas as situações em que houver a presença das Bandeiras Nacional e Rio-grandense e, ainda, em todos os locais sob todas as formas e em todas as situações que não atentem contra a Carta de Princípios ou contra os bons usos e costumes do povo gaúcho.

Bandeira Nacional
- Ocupa lugar de honra, compreendido como a posição: Central ou mais próxima do Centro e à direita deste, quando com outras bandeiras, em linha de mastros, panóplias, escudos ou peças semelhantes.
- Destacada à frente das outras bandeiras quando conduzida em desfiles.
- À direita de tribunas, púlpitos, mesas de reunião ou de trabalho.
- Somente a Bandeira Nacional poderá apresentar-se isolada.

Bandeira Rio-grandense
- O mais próxima do centro à esquerda da Bandeira do Brasil quando o número de bandeiras for em número par.
- O mais próxima do centro à direita da Bandeira do Brasil quando o número de bandeiras for ímpar.

Bandeira do Município
- Posta-se junta à Bandeira do Brasil, no lado oposto à Bandeira Estadual



  Bandeiras Tradicionalistas
A ordem de precedência das Bandeiras Tradicionalistas é a seguinte:
a. Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha - CBTG.
b. Movimento Tradicionalista Gaúcho - MTG
c. Bandeira da Paz.
d. Região Tradicionalista - RT, pela ordem crescente de designativo: 1ª, 2ª....
e. Entidade Tradicionalista - CTG, DTG, GT, PL, etc.


Fonte: blog do Rogério Bastos
Marcadores: ,

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.