Projeto Sopapo Poético homenageia a professora Petronilha Gonçalves e Silva

Petronilha tem recebido honrarias de universidades brasileiras e estrangeiras. Foto Irene Santos


Referência nacional na pesquisa e no ensino das relações étnico-raciais, a laureada professora é homenageada na edição de agosto do projeto que ocorre excepcionalmente nesta quarta-feira (29)

Na edição de agosto de 2018, o Sopapo Poético destaca a trajetória e o pensamento da professora e doutora Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva, mulher negra porto-alegrense, referência nacional na pesquisa e no ensino das relações étnico-raciais. O evento acontece, excepcionalmente, na próxima quarta-feira, dia 29 de agosto, no Centro de Referência do Negro Nilo Feijó, na Av. Ipiranga, 311, Bairro Menino Deus, com entrada franca.

O sarau SOPAPO POÉTICO - Ponto Negro da Poesia é um encontro mensal promovido pela ANdC (Associação Negra de Cultura). A exemplo de outros saraus afro-brasileiros, desde 2012, evoca o protagonismo negro, em uma roda de atuações, reflexões e de convivências, reunindo artistas, pensadores e simpatizantes da cultura negra de resistência.

SOBRE PETRONILHA

Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva nasceu em Porto Alegre, no bairro Colônia Africana, em 1942. É licenciada em Letras e Francês (1964), possui mestrado em Educação (1979) e é doutora em Ciências Humanas - Educação (1987) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Deu início à sua vida profissional como professora em 1963, tendo atuado em várias instituições escolares de Porto Alegre. Em 1977, obteve o título de Especialista em Planejamento de Sistemas de Ensino pelo Instituto de Planejamento da Educação da UNESCO, em Paris. Em 1989, ingressou como docente na Universidade Federal de São Carlos (SP), onde participou da criação do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros. Em sua longa e rica trajetória, acumulou experiência e difundiu conhecimento em ensino, pesquisa e extensão em Educação, relações étnico-raciais, práticas sociais e processos educativos, políticas curriculares e direitos humanos.

Em reconhecimento do seu notório saber e serviços prestados em prol do ensino das relações étnico-raciais, a professora Petronilha tem recebido vários títulos e honrarias de universidades brasileiras e estrangeiras. Em 2002, por indicação do Movimento Negro, passou a integrar a Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação. Nessa condição, foi relatora do Parecer CNE/CP 3/2004 - Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, que antecedeu a criação da Lei 10.639/03. Atualmente, Petronilha é Professora Emérita, Professora Titular em Ensino-Aprendizagem - Relações Étnico-Raciais e atua, na condição de Professora Senior, junto ao Departamento de Teorias e Práticas Pedagógicas do Centro de Educação e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Carlos.

SOPAPINHO
Com a proposta de desenvolver o interesse pela cultura e pela poesia nos pequenos, o Sopapinho é um momento de fortalecimento da identidade étnica e da autoestima das crianças negras. As atividades do Sopapinho, paralelas ao sarau, envolvem brincadeiras, artes visuais, canto, contação de histórias e a participação na roda de poesia. Sempre pedimos para os pais levarem lanches saudáveis para seus filhos compartilharem com as outras crianças.

FEIRA AFRO

A Feira Afro acompanha e apoia o Sopapo Poético desde suas primeiras edições, fortalecendo o espírito comunitário do sarau. A diversidade de produtos e estilos é sua característica, reunindo afro-empreendedores e artesãos, com produção voltada para a identidade étnica. Artesanato, alimentação, literatura, estética cultural, vestuário, cosméticos naturais, música - e muito mais - são opções da feira para o eclético público sopapeiro.

CINE KAFUNÉ

Antecedendo o sarau, o Cine Kafuné projeta no telão vídeos clipes e documentários com foco na cultura negra.


SOPAPO POÉTICO - Ponto Negro da Poesia

Edição de agosto de 2018
Convidada: Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva
Quando: quarta-feira, 29 de agosto, às 19h
Onde: Centro de Referência do Negro Nilo Feijó
Av. Ipiranga, 311, Menino Deus - Porto Alegre/RS

ENTRADA FRANCA
Contatos:
sopapo.poetico@gmail.com
(51) 99365-3315 - 99117-4559 - 99317-6497 - 99218-5449

Realização:
Associação Negra de Cultura – ANdC

Apoios:
Cine Kafuné
SINDIPETRO - Sindicato dos Petroleiros
Boteko do CANINHA (Areal da Baronesa)
Silvia Abreu Consultoria Integrada de Marketing
Feijão & Lentilha Photography
Negrestyle - design gráfico
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte - SMDSE


Foto: Irene Santos
Colaboração: Silvia Abreu
Marcadores: ,

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.