Do tradicionalismo para a vida - Gabriela Tiecher


 Hoje temos mais uma participação super especial na série "Do tradicionalismo para a vida"!

Gabriela Tiecher, que nos representou como 1ª Prenda Mirim do Rio Grande do Sul na gestão 1998/1999 nos conta um pouquinho sobre a época, suas conquistas, andanças... e fico muito muito feliz em contar com esta participação aqui no blog, tanto pelo carinho que tenho com ela, quanto pelo GAN Anita Garibaldi e 24ª RT.

"Impossível não se emocionar ao relembrar os momentos vividos durante o período como Prenda do Rio Grande do Sul. Foram mais de 50 cidades visitadas e inúmeras amizades conquistadas. As experiências vividas foram marcantes e trouxeram grande aprendizado, não só sobre a cultura gaúcha e o tradicionalismo, mas também aprendizado de vida.

Esta trajetória começou em março de 1997, quando recebi a faixa de 1ª Prenda Mirim do GAN Anita Garibaldi. Uma grande responsabilidade pela confiança demonstrada pela entidade. A partir daí, tive poucos meses para, com apoio do 'Anita' e da minha família, realizar projetos e preparar-me para as provas do Concurso Regional de Prendas.

O tempo passou rápido e o trabalho foi intenso. Atividades nas escolas, nas entidades tradicionalistas, junto à comunidade em geral, estudo, ensaios... tudo isto foi recompensado em 19 de julho de 1997, quando fui anunciada como 1ª Prenda Mirim da 24ª Região Tradicionalista. Neste momento começava a terceira etapa, o maior desafio. Representaria a partir daí não só o 'Anita' e Encantado, mas sim toda a região.

Entre os projetos realizados a partir dos temas centrais propostos pelo MTG, posso destacar o projeto denominado 'Do Vale do Taquari surge o Grito da Tradição com Consciência', que envolveu as escolas da 3ª Delegacia de Educação, a fim de despertar nos jovens o interesse pelas coisas tradicionais. Foi um projeto extenso e de grande abrangência, que culminou com a criação de 'Departamentos de Tradições Gaúchas Estudantis' (DTGEs) em diversas escolas da região.

Além disso, em uma das etapas do projeto, foi realizado um 'Resgate de Brinquedos e Brincadeiras Folclóricas', com o objetivo de que cada aluno participante realizasse uma pesquisa buscando identificar os brinquedos e brincadeiras presentes na infância dos seus pais, permitindo, assim, que eles conhecessem e respeitassem um pouco mais sua história.

Maio de 1998 chegou rápido e estava de certa forma tranquila, pois o trabalho realizado até então tinha sido muito gratificante e pude contar com o apoio de pessoas muito dedicadas. Posso dizer que estava preparada para o desafio e, independente do resultado, sabia que o dever havia sido cumprido.

É claro que em meio à um concurso, seja ele qual for, existem diversos fatores que influenciam um resultado, e todos sentem o 'peso' emocional, o nervosismo do momento, mas isto faz parte do desafio, é algo inerente à condição à qual havia me proposto.

Foi uma surpresa maravilhosa ouvir nosso querido 'Rubinho' anunciar o resultado do 28º Concurso Estadual de Prendas do Rio Grande do Sul! Havia tantas meninas dedicadas, estudiosas, com uma boa estrutura de apoio, que em nenhum momento eu havia me dado conta da real possibilidade que o meu nome poderia ser chamado! Pois, como disse, o dever havia sido cumprido!

Desde o anúncio do resultado, até a recepção em Encantado, com todos os meus amigos e apoiadores presentes, foram momentos muito marcantes e emocionantes. Homenagens, ligações telefônicas, presentes, até um 'telegrama' eu recebi com cumprimentos pela conquista!

A partir daí, iniciou-se novo desafio. Minha 'casa' se tornou maior, do tamanho do 'Rio Grande'. Muitos eventos, reuniões, palestras, sem deixar de lado as atividades em Encantado e na região. Participar do tradicional desfile do 20 de setembro em Porto Alegre, participar da entrega de troféus do XIII Fegart (quando tive o prazer de fazer a entrega do troféu ao meu irmão Fábio), Seminários Estaduais, Oficinas em diversas regiões, Congressos e Encontros.

Em 30 de maio de 1999 meu prendado findava, com a certeza de ter feito tudo o que estava ao meu alcance e ter sido muito bem apoiada, pela minha família, principalmente, pela 'família Anita', pela comunidade de Encantado e pela 24ª RT.

O título de 1ª Prenda Mirim do Rio Grande do Sul foi passado adiante, mas o amor pelas tradições gaúchas e por tudo aquilo que elas representam, a lealdade, a amizade, o respeito ao próximo e às raízes, ficaram marcados na minha consciência e contribuíram para a formação da minha personalidade.

Espero que as atividades desenvolvidas durante estes anos, não somente pelas 'Prendas de Faixa', assim como por todos os integrantes do GAN Anita Garibaldi, tenham contribuído para a preservação da nossa cultura e nossos costumes, repassando às pessoas um pouco dos valores do gaúcho e do sentimento de amor à terra.

Um grande abraço.

Gabriela Tiecher
1ª Prenda Mirim do GAN Anita Garibaldi 1997/1998
1ª Prenda Mirim da 24ª Região Tradicionalista 1997/1998
1ª Prenda Mirim do Rio Grande do Sul 1998/1999"


Para ver outras fotos e mais informações desta série, clique aqui.
Fonte: blog Cantinho Gaúcho, de Carolina Bouvie
Marcadores: ,

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.