Tema anual 2018: "Unindo Gerações para Construir o Amanhã - a juventude tradicionalista como maior legado para a construção dos próximos 50 anos de MTG"

 Prendas e Peões do Rio Grande do Sul - Gestão 2017/2018

Foi com este tema que a Juventude Tradicionalista mais uma vez mostrou a sua força.

Sendo exemplo (novamente) pra muitos, a Gestão de Prendas e Peões do Rio Grande do Sul foi ao 66º Congresso Tradicionalista munida de fortes argumentos, opinião convicta e certeira, um tema muito bem proposto e, após extensa divulgação, conquistaram os votantes e conseguiram assim que o tema anual do MTG para 2018 fosse o elaborado por eles.

Para que possam ter dimensão do que foi apresentado, trago a vocês a proposição da Gestão Estadual:

"Unindo Gerações para Construir o Amanhã -
a juventude tradicionalista como maior legado
para a construção dos próximos 50 anos de MTG"

"Avante, cavaleiro mirim!
Em frente, veterano peão!
Lado a lado, prenda e prendinha,
Todos juntos dando a mão."

Há vinte anos, Barbosa Lessa apresentou e aprovou no 43º Congresso Tradicionalista Gaúcho em Santa Cruz do Sul, o Hino Tradicionalista. O refrão da música trata de uma das maiores virtudes do nosso Movimento: a integração e o convívio sadio e respeitoso das gerações.

No entanto, com base na iniciativa e claro objetivo da Diretoria do MTG em pautar a importância e o espaço do jovem em nosso meio, chegou o momento de nos questionarmos se a integração destas gerações tem cumprido com um papel muito importante: a formação das nossas futuras lideranças, ou seja, dos jovens de hoje.

Por isso, sugerimos para tema anual do ano de 2018 um trabalho de reflexão e ação voltado especialmente ao jovem. Como orientar a juventude hoje, a fim de capacitá-la para ocupar cargos de liderança amanhã? Como tornar o jovem parte efetiva nas ações que constroem o futuro da federação?

Chegamos a um estágio em que o MTG com seus 50 anos completados, já integra pelo menos três gerações. Se lá nos primórdios nossos pioneiros não tinham a quem recorrer, esta não é a realidade do momento atual. E é exatamente por isso que ela deve ser explorada.

O jovem de hoje almeja ser parte ativa na construção do futuro do MTG? Como motivá-lo a isto?

Por anos, o jovem foi visto como uma força rebelde da sociedade. Hoje, sua força é sinônimo de energia e capacidade de mobilização. Por que não explorar isso dentro de nossos galpões? É possível que trabalhemos em unidade?

Que os mais experientes possam matear junto aos mais jovens e transmitir conhecimento, inspirar amor e motivar ação. Que os mais jovens sintam-se parte responsável pela sociedade e pelo Movimento que se constrói a cada ano. E que juntos, o trabalho reflita a força e a união de um movimento social que forma muito mais do que tradicionalistas, forma cidadãos.

"Coisa linda é se ver gerações
Convivendo em santa paz."
Prendas e Peões do Rio Grande do Sul - Gestão 2017/2018
Presidência do Movimento Tradicionalista Gaúcho do RS - Gestão 2017

Sem precisar de muitos argumentos, visto que a proposição tão bem elaborada e a vitória sob a mesma demonstram a grandiosidade desta gestão, ainda assim preciso dizer que me orgulho muito em estar vendo tão de perto uma Gestão Estadual fazendo a diferença.

É sobre saber lutar, acreditar, sonhar e conquistar espaços.
É sobre não se acanhar em momentos que definem os traços futuros do nosso Movimento, é mostrar toda a força que se tem, e o porquê de terem conquistado tais encargos.
É saber honrar o pedaço de couro que carregam, em nome de tantos jovens que carregam o mesmo sonho.

Parabéns Rio Grande do Sul por acolher estes jovens e dar espaço a eles.
E parabéns às nossas Prendas e Pões Estaduais por tão bem representarem a nossa importância no Movimento Tradicionalismo Gaúcho.


Fonte: blog Cantinho Gaúcho, de Carolina Bouvie
Marcadores: ,

Postar um comentário

[facebook][blogger]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.