Juliano Moreno, cria de Livramento, lança o CD "Fronteiros"

Aos 35 anos, Juliano Moreno, natural de Santana do Livramento é um fronteiriço de raiz que gosta das coisas simples da vida e da boa música latino-americana, um admirador da música nativa do Rio Grande, que faz dela uma filosofia de vida. Formado em, Administração de Empresas (URCAMP LIVRAMENTO) e também em comunicação, locução e apresentação(SENAC-RS), Moreno acredita que a família é o ponto mais importante por que imprimiram-lhe esta identidade, pela criação dentro das tradições gaúchas, pelos costumes do povo fronteiriço, pelas coisas que acreditam serem corretas.

Blog – Começastes tua carreira dentro do CTG?
Sim, integrei por muitos anos musicais de invernadas onde tive a formação musical através da convivência com ótimos músicos. Integrei musicais de várias entidades, cito duas que foram importantes:  CTG Presilha do Pago de Livramento e o DTG Clube Juventude de Alegrete, entidades que tenho grande admiração pelo aprendizado que obtive.

Blog - Chegastes a cantar no ENART?
Sim, vários anos. No ano de 2004 conquistei o 2º lugar neste evento, e sempre que posso volto lá pra abraçar os amigos e ver os jovens cantando músicas de minha autoria, o que é muito gratificante.

Blog – E o crescimento, dentro dos festivais, como foi?
Crescemos a cada apresentação, e de lá de 2003 até agora é assim. Aprendemos com os mais experientes, digo aqueles que sempre foram referências musicais  e hoje muitas vezes estão no mesmo palco contribuindo com o movimento nativista. Assim é o ciclo, e esperamos que os mais jovens valorizem o nosso trabalho como valorizamos o trabalho de quem veio antes.

Blog – Qual musica que, ao teu ver, fez mais sucesso?
Sucesso é uma palavra forte, talvez a de maior expressão é "Fronteiros" (Juliano Moreno/ Guilherme Mallmann), a primeira música que compôs. Tem um gosto especial...

Blog – Fala sobre este novo projeto que está chegando esta semana:
"O CD Fronteiros é o 5º Álbum da minha carreira. Sempre tive um carinho especial por esta música por ter sido a primeira, quando eu rabiscava uns versos dentro da aula...gravamos naquela época no CD do Grupo Charla de Fronteira, na qual criei e integrei, o tempo passou e agora ela volta como título deste trabalho, que teve a produção de áudio do Marcio Correia e produção executiva e de imagem da Eloísa Pes".
"Neste disco, tive o privilégio de gravar com Jorge Guedes, Adair de Freitas e Xiru Antunes, que gentilmente participaram cantando e recitando, além de uma obra de um amigo que é referência musical pra mim por toda sua história dentro da música do Rio Grande, Don Heber Artigas, o Gaúcho da Fronteira, com letra do grande Nico Fagundes(in memoriam)".
Aproveito este espaço pra agradecer a todos os envolvidos neste projeto, compositores, produtores, imprensa e amigos que colaboraram pra este trabalho acontecer. Fronteiros é uma realidade!
 
 

 


Blog – Quando não esta nas cantorias o que Juliano Moreno costuma estar fazendo?
Hoje em dia a minha atividade é o rádio. Trabalho com minha formações dentro da comunicação, no setor de vendas e administração e também dentro do estúdio no programa "Entardecer Galponeiro", na rádio Nova Aurora FM e a partir de março em um novo desafio na Rádio Querência FM no programa "Noite a dentro", ambas em Santana do Livramento.
Nos horários de folga do trabalho, a beira da churrasqueira e a cozinha da minha casa são os locais que mais gosto de estar, pois sou um apaixonado pela culinária fronteiriça, assim reúno amigos e família para descontrair.

Blog – Comida preferida: Algumas...Tradicional Churrasco, Espinhaço de ovelha mexido, matambre ou cordeiro a la pizza...
Blog – Filme: "O tempo e o vento", na qual tive a honra de participar das gravações!

Fonte: blog do Rogério Bastos

Postar um comentário

[facebook][blogger]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.