CORDA

Viola: O mais antigo instrumento musical do estado. A viola é uma guitarra de seis cordas duplas (12 cordas);

Violão: Introduzido no RS durante a Guerra do Paraguai (1865 a 1870), possui seis cordas de náilon ou de aço;

Rabeca: Violino fabricado e tocado de forma folclórica. A execução é a mesma que o violino, mas o instrumento é apoiado no braço ou ombro, e não no queixo. Muito utilizada no litoral norte;

Paleta de ovelha: Pegava-se uma paleta de ovelha e nela se colocavam fios de borracha, funcionando como uma pequena harpa de mão.

PERCUSSÃO

Tambor: Aparece nos Ternos de Reis, no ensaio de Mostardas, nos Maçambiques de Osório e rituais afro-gaúchos;

Triângulo: Usado basicamente nos Ternos de Reis;

Pandeiro: Árabe ou turco, marca o ritmo nos fandangos gaúchos;

Agê: Piano de cuia, de origem africana. É usado como chocalho.

SOPRO

Carona enrolada: Era uma espécie de corneta com som rouco e lamentoso, assim como o berrante dos boiadeiros paulistas;

Flauta: Instrumento de guri. Pode ser feita de taquara ou metal;

Gaita de boca: Um dos mais populares instrumentos gaúchos, usado pelo guri campeiro;

Pente-de-boca: Um pente comum, revestido de pape de seda, onde o tocar encosta-o nos lábios, soprando de maneira especial e modulando a música com a boca;

Gaita ou acordeão: Inventada por Damien Buschmann em 1829. A gaita de botão ou gaita ponto foi introduzida no RS durante a Guerra do Paraguai, e a gaita piano veio com os colonos italianos.



Fonte: blog Cantinho Gaúcho, de Carolina Bouvie
Axact

#ProsaGalponeira

O Prosa Galponeira é um portal voltado para a divulgação da cultura gaúcha, amplamente diversificado, trazendo notícias sobre os festivais nativistas, shows - agenda de artistas, rodeios, eventos em CTGs, MTG e CBTG, artigos culturais, histórias e personalidades marcantes da nossa cultura, entre outras informações e histórias. E-mail: prosagalponeira@gmail.com.

Poste o seu comentário:

0 comments: