Sair... Por estradas a fora
É por ali, vai que o caminho é melhor
Devagar... Tem carro na contramão
Atenção....  A gente vai chegar

Chegar.... É sempre um novo abraço
Mostrar pra o amigo a mais nova canção
Será que o povo vai vir no refrão
Será?     Afina esse violão

Subir... Esperar o milagre do som
Rezar pra que o homem
Que mexe o botão seja bom
Brilhar feito cometa que rasga o ar
Um breve instante que já vai passar

Sair... Encontrar com o Texo e o Capucho.
Rolar feito seixo, deixar o repuxo levar
Beber até o sol raiar
E rir .... Só mais uma piada,
É hora de dormir

Olha lá... O resultado tai
Tem gente que chora
Tem gente que chora de rir
Não dá bola, é loucura normal
Porque é festival !!!

Voltar... Por estradas a fora
É por ali, vai que o caminho é melhor
Devagar... Tem carro na contramão
Atenção... A gente vai chegar
Coração, A gente vai chegar

Coração....

O FESTIVAL , de autoria de Fernando Corona, interpretada na 7ª edição, por ele mesmo, acompanhado de Neto e Ernesto Fagundes, uma das mais aplaudidas canções nestes trinta anos da Moenda.

Agora é a vez de prestigiar a 31ª Moenda da Canção, de 11 a 13 de agosto, em Santo Antônio da Patrulha.


Fonte: blog Ronda dos Festivais, de Jairo Reis
Axact

#ProsaGalponeira

O Prosa Galponeira é um portal voltado para a divulgação da cultura gaúcha, amplamente diversificado, trazendo notícias sobre os festivais nativistas, shows - agenda de artistas, rodeios, eventos em CTGs, MTG e CBTG, artigos culturais, histórias e personalidades marcantes da nossa cultura, entre outras informações e histórias. E-mail: prosagalponeira@gmail.com.

Poste o seu comentário:

0 comments: