EPC promove oficinas literárias "O Fazer Poético"


 No Brasil de hoje é quase impossível manter em funcionamento qualquer tipo de empreendimento. A crise em geral faz as pessoas pensarem que, se não der prejuízo, já está "loco" de bom. Se nas empresas com grandes estruturas e aportes financeiros (inclusive do governo) já é difícil, vocês imaginem conservar, por mais de meio século, uma entidade literária!? Falo de cadeira porque conheço diversas que foram extintas e outras tantas que se mantém na memória e no nome, sem nenhuma atividade.
 
Enquanto isso, nossa querida E.P.C, ou seja, a Estância da Poesia Crioula, única desta seara com sede própria no Sul do País, vai cruzando os tempos e as dificuldades sem afrouxar o garrão e promovendo seus saraus mensais, seus encontros administrativos semanais e sempre se mantendo a testa dos projetos culturais que envolvam a arte da poesia.
 
Pois em seguidita de voltar de Santiago aonde vai interiorizar pela primeira vez as comemorações de seu aniversário no mês de junho, a Academia Xucra do Rio Grande promove importantíssimos encontros na forma de Oficinas Literárias, intituladas "O Fazer Poético", em cursos ministrados pelo seu associado vate, pajador e pesquisador da temática "poesia", Paulo de Freitas Mendonça.
 
Serão momentos de aprendizados e aprimoramentos das técnicas de produção de poemas que servem até mesmo a pessoas de renome no meio pois é comum um poeta não saber a estrutura de uma Métrica Espinela, por exemplo, ou mesmo o que seja uma rima pobre, ou rica, ou metrificar um simples verso quando este o exige....., enfim, um curso em boa hora ministrado por alguém que entende do riscado e promovido por uma entidade que é o brazão da poesia gauchesca no Estado.


Fonte: blog do Léo Ribeiro

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.