Nota de Instrução 05/2016 - Vice-Presidência Artística


Com a intenção de auxiliar o comum entendimento entre o que os autores da obra “Danças Tradicionais Gaúchas – 4ª edição” descreveram, e o que os leitores compreendem, a Vice-presidência Artística do Movimento Tradicionalista Gaúcho apresenta a seguinte nota com o intuito de elucidar algumas dúvidas, de como devem ser realizados corretamente os passos e as figuras contidos nessa obra.

Cumprimento:
Na página 45, 2º parágrafo na segunda linha.
O fato de descrevermos que “Para concluir, o cumprimento os corpos voltarão à posição inicial.” Gerou a preocupação dos leitores para realizarem-no corretamente em algumas danças, tais como:

Chote Inglês
O que está descrito na página 149, 2º parágrafo:
NOTA 3: “Na primeira e terceira figuras a conclusão do segundo cumprimento poderá ser realizada simultânea ao primeiro movimento do passo de chote.”
Deverá ser compreendido da seguinte forma:
“Na primeira e terceira figuras as conclusões dos cumprimentos poderão ser realizados simultâneo ao movimento subsequente.”

Sarrabalho
A descrição contida na primeira figura (página 217, 5º § na 3ª linha e na terceira figura, página 219, 5ª linha)
Referente aos cumprimentos descritos, onde se lê: “cumprimentando-se”, leia-se “iniciando o cumprimento.”

Cana Verde
Na página 81, a posição inicial é o título dado a uma sucessão de figuras, tais como:
Posicionamento dos pares na sala;
Passeio dos pares de braços dados;
Giro saudação e posição para o início das figuras da dança.
Por tanto, para compreendermos o que está contido na página 84 em seu segundo parágrafo, que diz:
“Para reiniciar a dança, os pares estarão mais ou menos no mesmo lugar e posição inicial...”
Deve ser compreendido mais ou menos o lugar e a posição que realizaram o giro saudação.

Chote de Duas Damas
Na página 130, imediatamente após o desenho de um exemplo da execução da “figura do oito” deve ser acrescido uma nota para a repetição da figura fundamental.

Meia Canha
Na página 166, o texto contido na (NOTA 2) deve sofrer um acréscimo no seu texto ficando da seguinte forma:
NOTA 2: As variantes, quando executadas, devem sempre manter as características desta dança, além de manter a formação de rodas concêntricas.

Atenciosamente
José Roberto Fischborn
Vice Presidente Artistico MTG RS

Fonte: Site COMART e blog Cantinho Gaúcho
Marcadores: , ,
[facebook][blogger]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.