Neto Fagundes escreve o Ditados de Bolicho (Foto: Veronica De Giacomo/ RBS TV)


Essa é uma expressão muito usada no Rio Grande do Sul e serve para dizer que é uma coisa tranquila, devagar, na boa. É daí que vem o ditado que escutei dia desses.

"E aí, seu Juca? Como vão as coisas?"

"Tudo bem!", respondeu o vivente, esfregando as mãos.

"Mas tu continua plantando e criando gado?"

"Sim, mas estou indo bem na manha, que nem motorista de funerária"

Coisas de interior!


Fonte: Galpão Crioulo junto ao portal GShow
Axact

#ProsaGalponeira

O Prosa Galponeira é um portal voltado para a divulgação da cultura gaúcha, amplamente diversificado, trazendo notícias sobre os festivais nativistas, shows - agenda de artistas, rodeios, eventos em CTGs, MTG e CBTG, artigos culturais, histórias e personalidades marcantes da nossa cultura, entre outras informações e histórias. E-mail: prosagalponeira@gmail.com.

Poste o seu comentário: