Hilton Araldi, D. Aurora (viúva de Jayme) e Marcelo, filho de D. Aurora diante do Monumento a Jayme Caetano Braun no Parque de Rodeios de PF
 
Jayme Caetano Braun sonhava em ser médico mas, tendo apenas o ensino médio, se tornou um autodidata principalmente nos assuntos da cultura sulina e remédios caseiros, pois afirmava que "todo missioneiro tem a obrigação de ser um curador".
 
Em 1939 aos 16 anos mudou-se para Passo Fundo, onde viveria até os 19 anos. Na capital do Planalto Médio, Jayme completou seus estudos no Colégio Marista Conceição e serviu ao Exército Brasileiro.
 
Pois meu amigo (e afilhado na Estância da Poesia Crioula), poeta Cândido Brasil, andejou por esta bela cidade para descobrir detalhes sobre a estada do maior pajador do Rio Grande do Sul pelo Planalto Médio para enriquecer o livro que pretende lançar sobre o mestre do canto pajadoril.  
 
O tradicionalista Hilton Araldi, idealizador do Memorial que homenageia o Poeta Jayme Caetano no Parque de Rodeios de Passo Fundo, juntamente com o vate Luis Lopes de Souza foram seus vaqueanos por aquelas bandas.


Fonte: blog do Léo Ribeiro
Axact

#ProsaGalponeira

O Prosa Galponeira é um portal voltado para a divulgação da cultura gaúcha, amplamente diversificado, trazendo notícias sobre os festivais nativistas, shows - agenda de artistas, rodeios, eventos em CTGs, MTG e CBTG, artigos culturais, histórias e personalidades marcantes da nossa cultura, entre outras informações e histórias. E-mail: prosagalponeira@gmail.com.

Poste o seu comentário: