Crédito: Elisa Portela/Divulgação

Ita Cunha, cantor de voz marcante que tem se destacado pelos palcos dos festivais, presenteia seu fãs com seu CD Do Interior, quinto disco de sua carreira, sendo o segundo solo. O trabalho traz 14 músicas, de compositores como Anomar Danúbio Vieira, Juliano Gomes, Mauro Moraes, Edilberto Teixeira, Luciano Maia e Gujo Teixeira, sendo que 12 são oriundas dos festivais (9 premiadas neles). No CD, elas vem interpretadas por Ita acompanhado de uma super banda, formada por Miguel Tejera, Lucas Ferrera, Luciano Fagundes, Bruno Coelho, Ricardo Comasseto, Bruno Esperon e Matheus Alves.

O cantor que já lançou o CD em Carazinho no final de semana, prepara-se para lançá-lo dia 10 de Setembro em Pelotas, no Boteco O Escritório, e está agendando novas datas pelo Rio Grande. Ah, mas Ita também apresentará o novo trabalho na China, em novembro, onde se apresentará no Piquete China Veia, com Lucas Ferrera, Neuro Júnior e Matheus Alves. Do interior para o mundo!

Confere abaixo a entrevista especial de Ita para o ABC do Gaúcho, falando sobre esse novo trabalho:

Tens quantos anos de carreira musical?
Ita Cunha: Apesar de ter começado a cantar e a participar de movimentos artísticos com mais ou menos 8 anos de idade, eu passei a trabalhar com a música mais tarde. Pelos meus cálculos, 15 anos de estrada!

Qual a referencia de intérprete, que te inspirou?
Ita Cunha: Como cantor e artista, o Marenco é uma grande referencia. E nos festivais quem me inspirou a começar a cantar foi o Flávio Hanssen… sempre o admirei como intérprete

Qual a importância dos festivais na tua carreira?
Ita Cunha: Eu valorizo muito a convivência entre parceiros de estrada, a troca de ideias, a oportunidade de conhecer e estar em contato com tantos artistas que vem trilhando este caminho há tempos! Tudo isso me faz aprender muito, reforçando cada vez mais a minha responsabilidade com a nossa arte, sem falar no contato com o público, que alimenta a minha vontade de seguir com a minha missão.

Quantos CDs já lançastes na tua carreira?
Ita Cunha:Este será o meu 5° trabalho gravado em CD. Os três primeiros álbuns foram gravados em dupla com Jean Kirchoff, depois lancei meu primeiro trabalho solo “Com Jeito de Campo” e agora o “do Interior”.

Como foi formado o repertório?
Ita Cunha: O repertório foi surgindo com o passar do tempo, de forma natural. Eu tinha o desejo de expressar num álbum, em um sentido amplo, o meu interior… a minha terra, minha gente, de onde eu vim, o que aprendi e o que ainda estou aprendendo durante a minha trajetória, junto de todas emoções que venho sentindo no decorrer da vida. E a partir disso os compositores foram os principais responsáveis por essa leitura, por dar forma, poesia e melodia pro meu sentimento.

O CD traz participações especiais? De quem e por que as escolhas?
Ita Cunha: Sim, Mauro Moraes (No posto do Passo), Anomar Danúbio Vieira (Peão de Campo) e Juliano Gomes (Encilha) e o grupo Mas Bah! (Pra te fazê uma visita). O convite foi feito a estes grandes compositores e amigos porque eles fazem parte deste momento, são grandes responsáveis por esse trabalho, pois me confiaram suas obras para que eu fosse um de seus mensageiros. Minha gratidão a estes amigos se materializou na vontade de tê-los ainda mais perto deste trabalho. E o Grupo Mas Bah!, que é um grupo de amigos que admiro demais, e sempre imaginei cantar e dividir um momento com esta turma buena!

Quando começou a produção do disco?
Ita Cunha: “Do Interior” foi pensado, sonhado, gravado e trabalhado com muito carinho. Há cerca de 2 anos eu e o Matheus Alves, que é o meu produtor, começamos a ouvir alguns temas que já faziam parte da minha vida e da minha estrada, e a partir destas fontes fomos mesclando com ideias que já passavam pela minha cabeça. No decorrer surgiram novas canções que foram amadurecendo este repertório.

Qual a equipe de produção?
Ita Cunha: Com a parceria da Produtora MidiaA e do Multi Studio a equipe ficou reforçada com Matheus Alves (Produtor e Diretor Musical), Eduardo “Ganso” Borges (técnico de Som, Mixagem e Masterização), Marcelo Valêncio (Arte Gráfica) e Danielle Rodrigues (fotografia).

Me cite as músicas que integram o CD e os autores:
1.MADRUGADOR (L: Anomar Danúbio e Lucas Ramos / M: Rodrigo Morales)
2.“CRIOLA” (L: Rafael Ferreira / M: Juliano Gomes)
3.PEÃO DE CAMPO (L: Anomar Danúbio Vieira / M: Juliano Gomes)
4.CANCHA (L E M: Mauro Moraes)
5.BOTA PEALO BEM LINDO (L: Gujo Teixeira / M: Luciano Maia)
6.MANGO CARNEADOR (L: Lucas Ramos, Evair Gomez e Rafael Machado / M: Lucas Ferrera e Rodrigo Morales)
7.ADEUS FLORINDA (L: Edilberto Teixeira in memorian / M: Lucas Ferrera)
8.ENCILHA (L: Evair Gomez / M: Juliano Gomes)
9.MEU CHASQUE NÃO TEM FLOREIO (L: André Oliveira / M: Luciano Maia)
10.NO POSTO DO PASSO (L: Anomar Danúbio Vieira / M: Mauro Moraes)
11.PRA TE FAZÊ UMA VISITA (L: Gujo Teixeira / M: Luciano Maia)
12.GAROAZITA GALOPEADA (L: Evair Gomez, Fernando Soares e Eduardo Soares / M: Mauro Moraes)
13.TRANCA PORTEIRA (L: Evair Gomez / M: Juliano Gomes)
14.RESTO DE ITERIOR (L E M: Mauro Moraes)

Onde se adquire o CD Do Interior?
Ita Cunha: A venda do CD é através da Querência Discos, Minuano Discos, através da própria produtora Midia A, na Point Horse em Passo Fundo e conosco, autografado, pela minha fanpage: www.facebook.com/itacunhaoficial


por Tânia Goulart
Fonte: ABC do Gaúcho
Axact

#ProsaGalponeira

O Prosa Galponeira é um portal voltado para a divulgação da cultura gaúcha, amplamente diversificado, trazendo notícias sobre os festivais nativistas, shows - agenda de artistas, rodeios, eventos em CTGs, MTG e CBTG, artigos culturais, histórias e personalidades marcantes da nossa cultura, entre outras informações e histórias. E-mail: prosagalponeira@gmail.com.

Poste o seu comentário: