Grid

GRID_STYLE
FALSE
TRUE

Custom Header

{fbt_classic_header}

Últimos chasques

latest

Violas ao Sul chega a Santa Cruz reunindo quatro ases das cordas

Quarteto compõe uma distinta e ampla linha de sonoridades Foto Ed Oliveira Memorial da UNISC recebe o segundo show da série que coloc...


Quarteto compõe uma distinta e ampla linha de sonoridades
Foto Ed Oliveira

Memorial da UNISC recebe o segundo show da série que coloca a viola de 10 cordas em destaque. Abertura será do Duo Vento Madeira

Quatro violeiros e a paixão por um único instrumento. A viola de 10 cordas é objeto de culto e de trabalho de quatro grandes músicos gaúchos, que estão na estrada, desde novembro do ano passado, com o projeto "Violas ao Sul". O circuito de shows e oficinas chega, agora, ao município de Santa Cruz do Sul, trazendo a música litorânea das cordas de Mário Tressoldi, a viola com sonoridade e característica do blues de Oly Jr., a música gaúcha serrana de Valdir Verona e a viola com elementos mouros na técnica apurada de Angelo Primon. A apresentação é no dia 02 de abril, terça-feira, às 20h, no Memorial da UNISC. O Duo Vento Madeira, formado pelo flautista Henrique Sulzbacher e o violonista Roberto Pohlmann, fará a abertura, às 19h. A iniciativa é financiada pelo Governo do Estado do RS, através da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, via Pró-Cultura RS, e tem apoio da Secretaria Municipal de Cultura de Santa Cruz do Sul, UNISC, Sistema Fecomércio-RS e Sesc. A entrada é 1 kg de alimento não perecível para o programa Mesa Brasil.

O circuito "Violas ao Sul" teve início em novembro de 2018, em Novo Hamburgo (29). Além, além de Santa Cruz, receberão o projeto, em abril, as cidades de Camaquã (04/04), Pelotas (05), e Osório (12). Este inédito encontro de violeiros imprime os sotaques de diversas regiões da porção Sul do Brasil a partir da viola de 10 cordas. Juntos, Mário Tressoldi, Valdir Verona, Angelo Primon e Oly Jr. formam a linha evolutiva do instrumento, com canções autorais e clássicas do cancioneiro gaúcho e brasileiro, além da música contemporânea.

Integra o projeto, a realização de uma oficina que tem como objetivo difundir a pesquisa realizada pelo grupo. Será realizada pelos quatro violeiros no Memorial da UNISC, na tarde do dia 02 de abril, das 16h às 18h, para pessoas interessadas, com entrada franca. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail: oficinaviolasaosul@gmail.com

Duo Vento Madeira

Formado por Henrique Sulzbacher (flauta Shakuhachi) e Roberto Pohlmann (violão), o Duo Vento Madeira pesquisa e mescla sonoridades orientais e ocidentais em suas composições, numa abordagem mais voltada a música do sul da América Latina. Sulzbacher é professor de música há 20 anos e se dedica ao estudo e fabricação de shakuhachi há 11 anos, sendo um dos únicos fabricantes da flauta japonesa na América Latina. Pohlmann é licenciado em Música pela UFPel e Mestre em Educação pela UNISC, e se dedica ao estudo do violão há mais de 12 anos.

O disco de estreia do Dfuo, nomeado "Terra" traz composições de Sulzbacher e Pohlmann especialmente arranjadas para essa formação musical. O resultado são chamamés, milongas e zambas com sonoridades muito particulares.

A origem do projeto

O grupo surgiu a partir do encontro dos seus integrantes por ocasião da Mostra Musical Sonora Brasil (SESC) que em 2015 retratou a "viola brasileira" com artistas de todo o País e que contou com a participação de Mário, Angelo e Verona. Aquele primeiro encontro levou à formação do grupo que, em 16 de junho de 2016, se reuniu para fazer o primeiro espetáculo na Fundação Ecarta, em Porto Alegre. De lá para cá, foram diversos shows realizados em Porto Alegre, Rio Grande, Caxias do Sul, Canoas, etc. além de diversos programas de televisão.

O show

"Violas ao Sul" tanto pode ser considerado um trabalho de música instrumental, quanto um grupo vocal acompanhando a sonoridade das violas. Em cena, quatro músicos, quatro estilos e um só objetivo: mostrar a viola de 10 cordas como protagonista da diversidade musical do RS: o cancioneiro gaúcho, o blues, a música moura, a música de origem açoriana, a milonga, para citar apenas alguns gêneros musicais que vibram nas cordas destas violas.

Nas apresentações já realizadas, o quarteto vem mostrando aos gaúchos que a viola, ancestral instrumento presente na história do nosso Estado, se mantém viva na cultura musical do Rio Grande. Tudo indica que ela tende a ganhar mais espaço no cenário musical através da obra e da união de Mário Tressoldi, Valdir Verona, Angelo Primon e Oly Jr.


SERVIÇO
:
SHOW "VIOLAS AO SUL", com Mário Tressoldi, Oly Jr. Valdir Verona e Angelo Primon
Memorial da UNISC | Av. Independência, 2293 | Universidade de Santa Cruz do Sul |Santa Cruz do Sul, RS
Dia 02 de abril de 2019, terça-feira, das 20h às 21h15min

ABERTURA: 19h - DUO VENTO MADEIRA
A entrada é 1 kg de alimento não perecível para o programa Mesa Brasil.

OFICINA com Mário Tressoldi, Oly Jr. Valdir Verona e Angelo Primon
Memorial da UNISC.
Dia 02 de abril de 2019, terça-feira, das 16h às 18h. Gratuito
Inscrições pelo e-mail: e-mail: oficinaviolasaosul@gmail.com

Rede social do grupo:
https://www.facebook.com/Violas-ao-Sul-Projeto-Violas-ao-Sul-FAC-juntos-pela-cultura-2-790983047932380/

Para ver e ouvir:
Rodada de apresentações solo no show realizado no teatro do SESC de Canoas.Nov 2017.
https://www.youtube.com/watch?v=2RspFhaxSvY

Quarteto Violas ao Sul executando a música Cantiga de Eira, de Barbosa Lessa, no programa Vidas no Sul da TV Aparecida
https://www.youtube.com/watch?v=xDrUiH2e9Pw

Duo de Angelo Primon e Mário Tressoldi numa das formações do VIOLAS AO SULexecutando a música Lamento do Açoriano Fernando Reis no programa Vidas noSul
https://www.youtube.com/watch?v=cQQ_-6az2DU

VIOLAS AO SUL executando a música Os Homens de Preto de Paulo Ruchel na OpenStage em Poro Alegre, no primeiro ensaio do grupo.
https://www.youtube.com/watch?v=b1TJhNLIyMc

Duo de Valdir Verona e Oly Jr na composição de Verona intitulada Chamamé Blues, no programa Vidas no Sul da TV Aparecida
https://www.youtube.com/watch?v=Xxt33amTkjg


Colaboração: Silvia Abreu (MTB 8679-4)

Nenhum comentário