Page Nav

HIDE
GRID_STYLE

Post/Page

Weather Location

Classic Header

{fbt_classic_header}

Header Ad

Últimos chasques:

latest

Nacos da história: Apparicio SIlva Rillo

Nesta quarta-feira,  08 de agosto marca a data de nascimento do querido poeta Apparício Silva Rillo. Nasceu em Porto Alegre, no ano de 1931 e veio a falecer na cidade em que se aquerenciou, São Borja, no dia 23 de junho de 1995, …


Nesta quarta-feira,  08 de agosto marca a data de nascimento do querido poeta Apparício Silva Rillo. Nasceu em Porto Alegre, no ano de 1931 e veio a falecer na cidade em que se aquerenciou, São Borja, no dia 23 de junho de 1995, aos 64 anos. Se vivo fosse, Rillo estaria completando 87 anos.

Publicou artigos e ensaios na imprensa, livros de contos e de poesia e peças de teatro. Ganhador do Prêmio Ilha de Laytano em 1980 e do Prêmio Nacional de Crônicas em 1978. Foi membro da Academia Rio-grandense de Letras e da Estância da Poesia Crioula.

Em 1962, fundou o Grupo de Arte "Os Angüeras", o mais antigo em atividade no Rio Grande do Sul. Em 1979, junto à sede do Grupo, organizou o Museu Ergológico da Estância, que na linha folclórica um dos únicos do Brasil. Foi um dos fundadores do Festival de Músicas para o Carnaval da cidade de São Borja em 1967. A partir de 1995, com sua morte, o festival passou a receber o seu nome em sua homenagem, passando a se chamar Festival de Músicas Para o Carnaval Apparício Silva Rillo .

Livros de Poesias:
Cantigas do tempo velho (Edit. Globo, 1959)
Viola de canto largo (Ed. Kunde, 1968)
São Borja aqui te canto (Edit. Gráfica A Notícia, 1970)
Caminhos de viramundo (Martins Livreiro Editor, 1979)
Pago vago (Martins Livreiro Editor, 1981)
Itinerário de rosa (Martins Livreiro Editor, 1983)
Doze mil rapaduras & outros poemas (Edit. Tchê, 1984)
Alma pampa (Martins Livreiro Editor, 1984)
50 anos de poesias gauchescas  (Martins Livreiro Editor)

Ficção
Viagem ao tempo do pai (contos, Martins Livreiro Editor, 1981)
Rapa de tacho (causos gauchescos, Ed. Tchê, 1982)
Rapa de tacho 2 (causos gauchescos, Ed. Tchê, 1983)
Rapa de tacho 3 (causos gauchescos, Ed. Tchê, 1984)
Dois mil dias depois (contos, Ed. Tchê, 1985)
O finado trançudo (novela, Ed. Tchê, 1985)

São conhecidas de sua autoria, 40 obras, entre elas poesias, prosa, peças de teatro, novelas, teses, monografias, antologias, além de folclore e história. Escreveu diversas músicas em parceria com Luís Carlos Borges, José Bicca, Mario Barbará, Pedro Ortaça e Vinícius Brum.

É o autor dos Hinos de São Borja, Cerro Largo e Santa Rosa.


Fonte: blog do Rogério Bastos

Nenhum comentário

Ads Place