Page Nav

HIDE
GRID_STYLE

Post/Page

Weather Location

Classic Header

{fbt_classic_header}

Header Ad

Últimos chasques:

latest

30ª Fecars presta homenagem ao pioneiro do tiro de laço

A 30ª Fecars, que acontece em Esmeralda de 15 a 18 de março, prestará uma homenagem a um dos pioneiros do tiro de laço: Virgílio Bernardino de Lemos.

Virgílio nasceu no dia 7 de maio de 1931 na Vila São João (Esmeralda), então di…


 A 30ª Fecars, que acontece em Esmeralda de 15 a 18 de março, prestará uma homenagem a um dos pioneiros do tiro de laço: Virgílio Bernardino de Lemos.

Virgílio nasceu no dia 7 de maio de 1931 na Vila São João (Esmeralda), então distrito de Vacaria. É filho de José Bernardino de Lemos e Julieta Marques de Lemos. Casou com dona Benta Suely Kramer de Lemos. É pai de José Eloy, Sandra Maria, Vera Aparecida e João Carlos, que lhe deram os netos Luana, Lucas, Mário Júnior e Leonardo.

             Com a morte dos pais, aos 13 anos de idade foi morar com o tio Hermes de Lemos. Estudou, mas nunca deixou o trabalho no campo. Dedicou-se a domar cavalos e laçar as reses para marcá-las. Tornou-se pecuarista.

Numa discussão na selaria de Antonio Dante Olibon, de repente surgiu o desafio lançado por José Alfredo dos Santos e dirigido a todos que se encontravam no local: laçar uma rês em campo aberto na invernada dos Violetas. O primeiro treino ocorreu em 14 de novembro de 1951 na propriedade de Ataliba Kuse, onde as primeiras regras foram criadas com a participação de Alfredo José dos Santos, Beno Teles de Abreu, Gomercindo Luz, Honorário Luz, José S. Pacheco, José Lemos Pacheco, Manoel Eugênio da Motta, Rui Amarante, Sezefredo Bernardino de Lemos e Virgílio Bernardino de Lemos.

             A notícia desta modalidade de disputa campeira espalhou-se e logo apareceu a primeira equipe adversária, liderada por Joao Ferreira, do Grupo São Jorge.

            O Sr. Virgílio, até hoje conhecido como 'Seu Nenê', continua nas lidas de campo com o auxílio de seu filho João Carlos, que é ó único que seguiu os passos do pai como laçador. Mesmo com seus 80 anos, ainda anda a cavalo, cuidando do gado e laçando alguma rês em fuga. Hoje Virgilio e dona Benta Suely residem em Vacaria.
 
 
Fonte: blog do Rogério Bastos

Nenhum comentário

Ads Place