Grid

GRID_STYLE
FALSE
TRUE

Custom Header

{fbt_classic_header}

Últimos chasques

latest

Entidades Tradicionalistas - Nomenclaturas

Para criar uma nova entidade tradicionalista, basta que um grupo de pessoas esteja interessado em cultuar de maneira sistematizada as tra...

Para criar uma nova entidade tradicionalista, basta que um grupo de pessoas esteja interessado em cultuar de maneira sistematizada as tradições gaúchas.

Inicialmente, a entidade deverá ter um nome, uma bandeira e um lema. Em seguida, deverá ser criado o estatuto da entidade. Uma entidade de participação plena deverá possuir Invernada Cultural, Invernada Campeira e Invernada Artística.

O MTG define o Centro de Tradição Gaúcha (CTG) como uma sociedade civil, sem fins lucrativos, com número ilimitado de sócios e estruturada, inclusive quanto ao simbolismo, de acordo com a forma adotada nas origens do movimento tradicionalista gaúcho, tendo como finalidade a aplicação, em seu âmbito associativo e na sua área de influência, dos princípios e objetivos, publicados na Carta de Princípios do Movimento Tradicionalista Gaúcho. De acordo com este simbolismo, a estrutura administrativa dos Centros de Tradições Gaúchas obedece à seguinte nomenclatura:

A Diretoria, o Conselho e os Departamentos são designados, respectivamente, por:
• Patronagem
• Conselho de Vaqueanos
• Invernadas

Os membros da Patronagem (diretoria) denominam-se:
• Patrão (Presidente)
• Capataz (Vice-Presidente)
• Sota-Capataz (Secretário)
• Agregado das Pilchas (Tesoureiro)
• Agregado das Falas (Orador)

Os diretores das Invernadas são chamados Posteiros.

Os conselheiros chamam-se Vaqueanos.

Os sócios efetivos do sexo masculino são denominados Peões e do feminino Prendas.

As reuniões dos Centros de Tradições Gaúchas denominado-as simbolicamente de:
• Charla - Reunião administrativa, especialmente da Patronagem, mas poderá ser aplicada também as do Conselho de Vaqueanos.
• Chimarrão - Reunião de confraternização dos sócios entre si e destes com a Patronagem, que faz uma prestação de contas, informa e dá esclarecimento sobre o andamento das atividades do CTG.
• Chimarrão Festivo - Reunião na forma da alínea anterior, porém acrescida de atividades artístico-culturais, com a participação de convidados especiais ou abertas ao público.
• Ronda - Vigília cívica levada a efeito diariamente, durante as comemorações da Semana Farroupilha, nos locais onde arde a Chama Crioula, complementada, geralmente, com apresentações artísticas e culturais.
• Fandango - Baile animado com música regional gauchesca, em que somente participam das danças pessoas tipicamente trajadas com vestimenta gaúcha.
• Lida - Reunião de trabalho que pode ser geral ou abranger determinados setores como Secretaria, Tesouraria ou Invernada.

As excursões oficiais dos Centros de Tradições Gaúchas são designadas por Tropeadas.

A pessoa encarregada de zelar pela conservação e manutenção das dependências do CTG é o Peão Caseiro que, se for remunerado, não poderá fazer parte dos órgãos diretivos da entidade.

A Condição de Ajuste:
• A Condição de Ajuste simboliza a contratação de um peão pelo patrão da estância e poderá ser adotada, nos Centros de Tradições Gaúchas, como modalidade de promover um sócio de contribuinte a efetivo.
• A Condição de Ajuste se constituirá numa prova, que poderá ser prática ou teórica e versará sobre qualquer tema da cultura gauchesca, inclusive da área campeira, ficando a escolha a critério do candidato.
• A Condição de Ajuste, conforme a natureza da prova escolhida pelo candidato, poderá ser apresentada em festa social ou campeira, em recinto fechado ou ao ar livre.


Fonte: blog Cantinho Gaúcho, de Carolina Bouvie

Nenhum comentário