Grid

GRID_STYLE
FALSE
TRUE

Custom Header

{fbt_classic_header}

Últimos chasques

latest

Para Estudar: Questões de Prova

PROVA ESCRITA 31º ENTREVERO CULTURAL DE PEÕES CATEGORIA PIÁ – FASE ESTADUAL 1ª PARTE: GEOGRAFIA DO RIO GRANDE DO SUL 01. A planície L...



PROVA ESCRITA 31º ENTREVERO CULTURAL DE PEÕES
CATEGORIA PIÁ – FASE ESTADUAL

1ª PARTE: GEOGRAFIA DO RIO GRANDE DO SUL

01. A planície Litorânea ou planície Costeira, caracteriza-se por uma faixa de terra arenosa. É correto afirmar que:
A - no município de Torres, esta localizada a única ilha oceânica do estado
B - possui mais de 622 quilômetros de extensão, com grande ocorrência de lagunas e lagos
C - São Lourenço do Sul, Tapes e Chuí são municípios que ficam nesta planície
D - nesta região localiza-se o único porto marítimo do RS

Agora, assinale a opção que contém apenas as afirmativas corretas:
a - todas as afirmativas estão corretas
b - somente as afirmativas a, c, d estão corretas
c - somente as afirmativas a, b, d são corretas
d - somente as afirmativas b, c, d, são corretas

02. O rio Uruguai é o mais extenso do Rio Grande do Sul. Ele e formado pela junção dos rios ________________e ________________, e seu curso serve de limite com o estado de Santa Catarina.

Assinale a opção que completa as lacunas de forma correta.
a - Pelotas e Sinos
b - Piratini e Canoas
c - Sinos e Piratini
d - Pelotas e Canoas

03. ANULADA

04. ANULADA

05. Na estação do inverno o Estado é frequentemente invadido por ventos frios de origem polar. Este vento seco e frio vindo do sul, nos meses de junho e julho, chama-se de:
a - nordestão
b - minuano
c - rebojo
d - sulino

2ª PARTE: HISTÓRIA DO RIO GRANDE DO SUL

06. Qual o objetivo dos missionários erguerem reduções no oeste do Rio Grande do Sul?
a - transformar os índios em padres
b - transformar os índios em cristões
c - transformar os índios em soldados
d - transformar os índios em artesões

07. Em 1752, chegaram para colonizar as Reduções Jesuíticas, substituindo os guaranis que transmigraram para a outra margem do rio Uruguai, conforme estipulava o Tratado de Madri. Estamos falando de?
a - portugueses
b - alemães
c - açorianos
d - espanhóis

08. Utilizando como base, o livro de Antônio Augusto Fagundes, Curso de Tradicionalismo Gaúcho, quando se trata do Negro no Rio Grande do Sul, analise as afirmativas e diga se são verdadeiras ou falsas:
( ) no campo, foi excelente peão de estância, domador, laçador, carreteiro e peão patieiro
( ) na guerra o negro era voluntário e por isso era péssimos soldado
( ) entraram maciçamente no RS quando do surgimento das Charqueadas em Pelotas
( ) eram chamados de “caiambolas” quando se tornavam escravos fujões

Agora, marque a sequência correta:
a - V - V - F - F
b - V - F - V - V
c - F - V - F - F
d - F - F - V - V

09. Em 1682, os missionários da Companhia de Jesus recebem a licença para a fundação de pueblos com índios, denominado Sete Povos. A primeira e última redução a serem fundadas são respectivamente:
a - São Lourenço Mártir – Santo Ângelo
b - São Francisco de Borja – Santo Ângelo
c - São Luiz Gonzaga – São Francisco de Borja
d - São João Batista – São Lourenço Mártir

10. Em 1874 Jacob Rheingantz fundou a primeira indústria têxtil usando matéria prima da província, fabricando cobertores, baetas coloridas, flanelas, xale, casimira, panos e tapetes. Os operários moravam em casas junto a fabrica e seus filhos frequentavam escola que pertenciam à Rheingantz & Cia. Esta fábrica foi fundada em:
a - São Lourenço do Sul
b - Novo Hamburgo
c - Rio Grande
d - Pelotas

11. Estão incorretas as afirmativas sobre a Revolução Farroupilha:
a) A 20 de setembro de 1835, tem inicio a Revolução Farroupilha com a tomada de Porto Alegre pelas tropas lideradas por Onofre Pires e José Vasconcelos Gomes Jardim
b) em 10 de setembro de 1837, com auxilio da Maçonaria, Bento Gonçalves foge da prisão, no Forte do Mar em Salvador, Bahia
c) a Constituição Republicana foi amplamente discutida e votada
d) Em 1842, Bento Gonçalves foi nomeado presidente da província e comandante das tropas imperiais no Rio Grande do Sul

Agora, assinale a opção que contém apenas as afirmativas incorretas:
a - somente as afirmativas c e d estão incorretas
b - somente as afirmativas a e d estão incorretas
c - somente as afirmativas b e c estão incorretas
d -somente as afirmativas a e b estão incorretas

12. São Símbolos Cívicos do Estado do Rio Grande do Sul:
a - Churrasco – Bandeira – o Laçador
b - Brasão de Armas – Erva-Mate – Brinco-de-Princesa
c - Hino – Bandeira – Brasão de Armas
d - Quero-quero – Hino – Bandeira

13. Exímios cesteiros, os jês usavam diversas fibras vegetais, para tecerem túnicas para as mulheres. Entre estas fibras usadas pelos Jês, podemos citar:
a - algodão
b - caraguatá
c - bambu
d - cânhamo

14. Foi à primeira ocupação definitiva dos portugueses no território gaúcho. Estamos nos referindo:
a - Colônia do Santíssimo Sacramento
b - Forte de Santa Tereza
c - Forte Jesus-Maria-José
d - Vila de São José do Norte

15. Foram capitais, na ordem cronológica, da República Rio-Grandense:
a - Caçapava – Alegrete – Piratini
b - Alegrete – Piratini – Caçapava
c - Piratini – Alegrete – Caçapava
d - Piratini – Caçapava – Alegrete

3ª PARTE: TRADIÇÃO, TRADICIONALISMO E FOLCLORE

16. O M.T.G. foi criado oficialmente durante:
a - O 2º Congresso Tradicionalista, em Rio Grande
b - O 1º Congresso Tradicionalista, em Santa Maria
c - O 6º Congresso Tradicionalista, em Cachoeira do Sul
d - O 12º Congresso Tradicionalista, em Tramandaí

17. Na cidade de Taquara, surge o mais importante documento para a fixação da ideologia e dos compromissos tradicionalistas. A_________________________ foi redigida por __________________ no ____________________.
Preencha as lacunas com as informações corretas.
a - Tese o Sentido e o Valor do Tradicionalismo – Barbosa Lessa – 1ª Congresso Tradicionalista
b - Tese Estudos Rio-Grandenses – Hugo Ramirez – 10º Congresso Tradicionalista
c - Carta de Princípios – Glaucus Saraiva – 8º Congresso Tradicionalista
d - Tese Tradicionalismo e as novas Gerações - Thereza de Almeida – 2º Congresso Tradicionalista

18. Entre os avios do mate, encontramos outro elemento, não essencial, que serve para colocarmos a cuia em repouso. Estamos falando de:
a - cambona
b - porongo
c - tripé
d - forquilha

19. É demonstrada pelos negros na Congada e no Quicumbi a sua devoção. A qual santidade da religião católica estamos nos referindo:
a - Nossa Senhora dos Navegantes
b - São Jorge
c - Santa Bárbara
d - Nossa Senhora do Rosário

20. No jogo de bolita, quando na jogada há entrechoque entre duas ou mais bolitas, chamamos de:
a - nicar
b - casar
c - queimar
d - bocar

21. Entre outros termos típicos e com significado especial para o gaúcho, herdamos o “tu” dos:
a - índios
b - espanhóis
c - açorianos
d - italianos

22. Os gêneros musicais como polca e mazurca são de origem:
a - alemã
b - espanhola
c - polonesa
d - italiana

23. Quando chamamos o cavalo de “haragano, maula, sotreta e maleva”, estamos dizendo que:
a - é um cavalo de corrida de cancha reta
b - é um cavalo difícil de lidar
c - é um cavalo não domado
d - é um cavalo que se assusta e senta

24. Para confecção das peças básicas do apero gaúcho, como tranças, buçais, rédeas, látegos, sobrelategos, travessão, etc, o couro ideal é:
a - camurça
b - vacum
c - sintético
d - lonca

25. Bene, bene
Bá, tu
Blix, blex
Fora

Encontramos acima:
a - parlenda
b - trava-língua
c - verso
d - formulete

Gabarito:

01. A - Caderno Piá, novembro de 2015, Nº 171, pág. 3
02. D - Espaço Rio-Grandense, Igor Moreira, 5ª Edição, pág. 20
03. ANULADA
04. ANULADA
05. B - Espaço Rio-Grandense, Igor Moreira, 5ª Edição, pág. 16
06. B - História do Rio Grande do Sul, Moacyr Flores, pág. 13
07. C - História do Rio Grande do Sul, Moacyr Flores, pág. 82
08. B - Curso de Tradicionalismo Gaúcho, Antônio A. Fagundes, pág. 35 e 36
09. B - História do Rio Grande do Sul, Moacyr Flores, pág. 32
10. C - História do Rio Grande do Sul, Moacyr Flores, pág. 94
11. A - Manual de Tradicionalismo Gaúcho, Manoelito C. Savaris, 1ª Edição, pág. 32 e 33
12. C - Manual de Tradicionalismo Gaúcho, Manoelito C. Savaris, 1ª Edição, pág.77, 78 e 79
13. B - História do Rio Grande do Sul, Moacyr Flores, pág. 15
14, C - Manual de Tradicionalismo Gaúcho, Manoelito C. Savaris, 1ª Edição, pág.29
15. D - História do Rio Grande do Sul, Moacyr Flores, pág.102
16. D - M.T.G. 50 Anos, Rogério Bastos, pág. 42
17. C - M.T.G. 40 Anos, Paulo Roberto Fraga Cirne, pág. 63
18. C - História do Chimarrão, Luis Carlos Barbosa Lessa, pág. 54
19. D - Rio Grande do Sul Aspectos do Folclore, Lilian Argentina e outros, 5ª Edição pág. 17
20. A - Folclore na Escola. Aplicação Pedagógica. Brinquedo e Brincadeiras, Neusa Secchi, pág. 81
21. C - Manual de Tradicionalismo Gaúcho, Manoelito C. Savaris, 1ª edição pág 45 e 2ª edição pág. 52
22. C - Manual de Tradicionalismo Gaúcho, Manoelito C. Savaris, 1ª edição pág 51 e 2ª edição pág. 59
23. B - Cavalo no folclore do RGS, Lilian Argentina, pág. 26
24. B - Campeirismo Gaúcho, Cyro Dutra Ferreira, pág. 35
25. D - Folclore na Escola. Aplicação Pedagógica. Brinquedo e Brincadeira, Neusa Secchi, pág. 97 e 98


Ps.: quaisquer possíveis erros na digitação ou no gabarito são de responsabilidade do blog. Favor avisar para que possamos corrigir sem prejudicar o estudo de ninguém.


Fonte: blog Cantinho Gaúcho, de Carolina Bouvie

Nenhum comentário