Festival da Tapioca e Festa Gaúcha esperam 18 mil pessoas na vila de Boa Esperança


Vista aérea da vila de Boa Esperança, que fica a 43 km de Santarém, no Pará (Foto: Marcos Hubner/Arquivo pessoal)


A maior colônia agrícola produtora da farinha de tapioca do oeste do Pará fica em Santarém, há 43 km da cidade. É a vila de Boa Esperança, também famosa por concentrar paraenses e dezenas de imigrantes sulistas no interior do estado.

O crescimento da vila, aliado ao desenvolvimento econômico, deu origem ao Festival da Tapioca e a Festa da Integração Gaúcha, que celebram conquistas, tradições e a cultura dos moradores. O evento será neste fim de semana, dias 8 e 9 de setembro.

Segundo os organizadores, este ano são esperadas pelo menos 18 mil pessoas nos dois dias, 3 mil a mais do que em 2017. A programação reúne concurso, shows gratuitos, corrida de fubica e a tradicional churrascada. O astro pop do brega, Wanderley Andrade, é uma das atrações.

Em sua 18ª edição, o Festival da Tapioca destaca a produção anual dos agricultores e incentiva práticas e técnicas que fortalecem a cadeia produtiva. O evento também aproxima quem vende a tapioca, responsável por gerar emprego e renda para famílias.

A corrida de fubicas anima moradores e visitantes. As fubicas são os veículos motorizados que começaram a ser utilizados pelos agricultores para transportar a mandioca, desde a época da fundação da vila, que completa 58 anos. Alguns ainda são usados até hoje.

O plantio da soja, milho, arroz e mandioca ganham destaque a cada ano. Quase 70% das famílias produzem a farinha tapioca, que é vendida dentro e fora do estado. A união de gaúchos com paraenses favorece o desenvolvimento econômico e social da comunidade.

Este ano, a Festa Gaúcha chega em sua 6ª edição. Ela foi introduzida um pouco mais tarde com a proposta de exaltar a cultura sulista, que vai desde a gastronomia até a implementação de novas técnicas e práticas de equipamentos agrícolas.

Na gastronomia, destaque para o churrasco, principal prato da culinária gaúcha. A simplicidade do preparo não descarta um certo refinamento. Entre as várias recomendações, está carne boa, o cuidado com o fogo, facas e instrumentos para assar.

O festival movimenta toda a comunidade e atrai visitantes de várias regiões. Tudo é resultado de uma parceria da Associação de Moradores da Comunidade Boa Esperança, com a Prefeitura de Santarém e empresários locais. (veja a programação abaixo)

Como chegar
Basta seguir pela rodovia PA-370 (Santarém/Curuá-Úna), totalmente pavimentada e sinalizada. A viagem de carro dura aproximadamente 45 minutos. Os ônibus também fazem o transporte de passageiros em horários estabelecidos pela empresa.

Veja a programação oficial
08/09 (sábado)

- Escolha da rainha do festival
- Apresentação cultural
- Show de Maricota
- Show de Fabrício do Acordeon
- Show de Gavião e Falcão

09/09 (domingo)

- Churrascada gaúcha
- Show de Berenice Paes
- Bingo e corrida de fubica
- Show de Wanderley Andrade


Fonte: portal G1

Marcadores: ,

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.