A cabeça de Gumercindo Saraiva


Tabajara Ruas, Ligia Walper e Rogério Bastos


Recentemente, o programa Identidade Gaúcha visitou o cineasta Tabajara Ruas e sua esposa, Lígia Walper, para uma conversa informal. Com a técnica de Fabinho Nascimento, foram feitas filmagens, áudios e fotos da entrevista, onde Tabajara e Lígia falaram sobre como foi para realizar esta obra de arte do cinema gaúcho, denominada "A cabeça de Gumercindo Saraiva".

Entre os atores escalados, figuram Marcos Pitombo, Marcos Breda, Leonardo Machado, Rogério Bereta, Sirmar Antunes e Murilo Rosa. Em 1893, no final da Revolução Federalista, o capitão rebelde Francisco Saraiva e cinco cavaleiros cruzam o Rio Grande numa exasperante caçada para resgatar a cabeça de Gumercindo Saraiva, cortada pelos legalistas e levada à capital pelo major Ramiro de Oliveira e dois ajudantes.

O longa narra os episódios de aproximação e afastamento entre perseguidores e perseguidos, os confrontos e desafios, os duelos de vontades que foram acontecendo nos dois lados até o encontro final. No desfecho, as lições aprendidas na jornada afloram, e Ramiro e Francisco, curtidos pelos acontecimentos, buscam uma saída honrosa para ambos.

Ruas, no auge de seus 76 anos, cursou arquitetura na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e na Kongeligkun Academi, em Copenhege. Em 1999, co-redigiu com Beto Souza, roteirizou e produziu o longa-metragem Netto perde sua alma, baseado em seu livro homônimo. Entre, 2002 e 2003, foi consultor especial da Rede Globo à produção da minissérie A casa das sete mulheres. Em 2007, lançou o documentário longa-metragem Brizola - Tempos de Luta, sobre o político Leonel Brizola. Em 2008, foi a vez do longa-metragem de ficção Netto e o domador de cavalos. Produzindo o longa "Os Senhores da Guerra" e, agora, já está em fase de edição do filme: "A cabeça de Gumercindo".


Fonte: blog do Rogério Bastos
Marcadores: , ,

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.