Tradicionalistas compõem música em homenagem à bombacha


Entre os meses de abril em maio, quando a utilização correta da bombacha era pauta entre os tradicionalistas e também para a imprensa, três amigos de Rio Grande, na 6ª Região Tradicionalista, se reuniram para, através da arte, fazer uma homenagem à “bombacha de dois panos”.

A gravação, com letra de Vitor Lopes, música de Eduardo Falcão e interpretação de Mateus Louzada, teve como motivação o apoio à causa do Movimento Tradicionalista Gaúcho. “Gravamos essa simples homenagem para a bombacha que nos cai bem, usando uma das formas mais autênticas de expressão do gaúcho, mesclando poesia e milonga”, afirmam.

Confira letra e música de “Bombachita”
L:Vitor Ribeiro
M:Eduardo Falcão
I:Mateus Louzada

Bombachita de dois panos
Que tanto tempo cruzou,
Tu mostra a força do pago
Resistindo até o que sou…

Quantos recuerdos revejo
Nas tuas curvas e dobras,
Pois entre favo e costura
História tu tens de sobra…

Refrão:
“Ah bombachita aragana
De um simples pelo sebruno,
És o Rio Grande passado
Peleando neste futuro!”

Ainda vejo bombacha
Do teu feitio, cepa pura,
Tua família anda escassa
Mas sem afrouxar cultura…

Te garanto bombachita
Que o teu legado não morre,
Enquanto existir gaúcho
Resistirá a tua prole…

Recitado:
Bombachita de dois panos
Que mostra a força do pago,
Tu palanqueia o futuro
Sem se olvidar do passado,
Tantos recuerdos benditos
Nesse teu pano sovado,
E ainda guarda o aroma,
Do vestido d’alguma dona
Que pernoitou do teu lado!



Fonte: jornal Eco da Tradição
Marcadores: , ,

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.