Brasileiros no dia do payador chileno


Paulo de Freitas Mendonça

Paulo de Freitas Mendonça e Pedro Junior da Fontoura participaram das comemorações do Dia do Pajador Chileno, a convite da Agenpoch e do Ministério da Cultura do Chile, de 26 a 29 de julho. Estiveram do 1º Congresso Internacional da Paya e 2º Encontro de Pajadores do Mercosul, em Santiago, no Chile, eventos que contaram com participantes de cinco países: Brasil, Uruguai, Argentina, Chile e Venezuela. No congresso aconteceu uma série de painéis e debates com estudiosos e improvisadores, sob a mediação de Rodrigo Aravena Alvarado. Mendonça foi o painelista brasileiro e desenvolveu seu trabalho retratando a poesia oral improvisada nacional. Sua narrativa levou ao conhecimento dos seus pares a diversidade da arte de improvisar no País, esclarecendo as diferenças e semelhanças da trova, pajada, cururu, partido alto, calango, maracatu rural e cantoria nordestina com suas diversas nuances. Também esclareceu sobre os poetas decimistas e poetas de bancada da literatura de cordel, que não são necessariamente improvisadores, mas sim poetas do verso escrito.

No sábado aconteceu o Encontro de Pajadores do Mercosul que contou com alguns dos mais reconhecidos repentistas do bloco. Os brasileiros fizeram uma pajada em português, no estilo recitado, como é tradicional no Rio Grande do Sul, acompanhados por milonga, neste caso, por dois colegas argentinos, Emanuel Gabotto e David Tokar. Na sequência da programação os rio-grandenses participaram da integração de versos, cada um em uma modalidade. Fontoura participou do “pé forçado” com Moisés Chaparro (Chile), Ernesto da Silva (Venezuela), David Tokar (Argentina) e Gabriel Luceno (Uruguai). Mendonça participou de uma modalidade denominada “personificación” com  o chileno Fernando Yañes. Neste contraponto, o pajador brasileiro improvisou em espanhol, buscando melhor entendimento do público.

Além dos nomes já citados, também participaram dos eventos diversos teóricos e os pajadores José Curbelo, pelo Uruguai e os chilenos Pedro Yañes, que fez a palestra de abertura do Congresso, Jorge Céspedes Romero, Afonso Rubio, Cecília Astorga, José Pablo Catalan, Manuel Sanchez, Carola Lopez, Arnoldo Madariaga Encina, Francisco Astorga Arredondo, Gabriel Torres, Juan Carlos Bustamante, Hugo Gonzalez, Alejandro Cerpa, Guillermo Villalobos, Antonieta Contreras e Jorge Yañes, que foi o apresentador do Encontro de Pajadores.

Encerrando a programação do Dia do Pajador Chileno (dia 30 de julho, data consagrada por lei no Chile), no domingo houve um campeonato nacional de pés forçados, somente com improvisadores chilenos, naturalmente.

O Congresso Internacional da Paya vai lançar um livro com os textos que foram apresentados no evento e o Encontro de Pajadores do Mercosul, um DVD gravado ao vivo com o produto da improvisação das diversas modalidades apresentadas no espetáculo.


Pedro Junior da Fontoura


Fonte: blog do Léo Ribeiro

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.