Paysanos, um Trio de fundamento



O Paysanos Trio surge em 2017, resultante de uma amizade construída no convívio entre componentes do Grupo Vigüela Pampa. Não somente a amizade constituiu o Trio, pois essa era comum entre o Grupo Vigüela Pampa, havia também uma harmonia que, em muitas vezes, a contemporaneidade explica.

São três jovens músicos que primam pela capacitação de exprimir, por meio de seus instrumentos, a sonoridade dos sentimentos, que primam pela execução magistral de um objeto que complementa o próprio ser.

Com influências de exímios instrumentistas e reconhecidos interpretes e compositores, o Trio deambula entre a sonoridade terrunha, campesina e a cena atual, das mentes atuais, que em seu tempo, fazem música regional, campeira e urbana, livre de oxidados meandros credencialistas.

Atendendo ao nobre e antigo anseio regional de um cenário cultural mais desenvolvido, incluindo a música campeira, com requinte em sua execução, com letra coerente, com uma postura humilde e um forte elo com a tradição é que o grupo foi formado.

Acreditando no mote de tirar algo do seu âmbito, na surpresa que isso pode causar e na oportunidade de familiarização entre esse estilo de música e as pessoas que passam a conhecê-lo, que se cria em decorrência desse deslocamento de manifestação cultural, o grupo pretende tocar a música gaúcha, também, em lugares pouco convencionais para o estilo.

Os objetivos do grupo se ratificam na escolha de seu repertório. Paysanos Trio ouve e, desta forma busca inspiração para construção de suas balizas, artistas como: Noel Guarany, Jaime Caetano Braun, Pedro Ortaça, Cenair Maicá, Valdomiro Maicá, Dante Ramon Ledesma, Mercedes Sosa, Violeta Parra, Atahualpa Yupanqui, Jorge Cafrune, Jose Larralde, Luiz Marenco, César Oliveira e Rogério Melo, João de Almeida Neto, José Cláudio Machado, Lisandro Amaral, Buenas e M’espalho, Coração de Potro, Joca Martins, Jarí Terres, Leonel Gomes, Angelo Franco, Jairo Lambari Fernandes, Ênio Medeiros, Érlon Péricles, Fabiano Bacchiere, Gilberto Monteiro, Gildo de Freitas, Lucio Yanel, Luiz Carlos Borges, Mano Lima, Marcello Caminha, Marcelo Oliveira, Mário Barbará, Mauro Moraes, Nelson Cardoso, Nilton Ferreira, Elmo de Freitas, Pirisca Grecco, Quartchêto, Telmo de Lima Freitas, Vitor Ramil, Yamandú Costa, Arthur Bonilla, Gabriel Selvage, Aloísio Rochemback, Edilberto Bérgamo, Nielsem Santos, Marcio Rosado, Luciano Maia, Renato Borghetti entre outros…

No dia 27 de julho chegará às redes, o primeiro de quatro, registros audiovisuais.

A composição atual do grupo conta com:
Gabriel Barros – Violão Base e vocal | Gustavo Dallastra – Acordeon e vocal | Matheus Krummenauer – Violão solo.

Informações:
https://www.facebook.com/paysanostrio
Fan Page/PaysanosTrio
Instagram/PaysanosTrio

Samuel JK
(51) 9.9961-7023
sjkprodmusic@gmail.com

Fotos: Créditos/Divulgação/Paysanos Trio
Fonte: portal Identidade Campeira

Marcadores: ,

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.