Invernadas de base: a importância delas para o Tradicionalismo Gaúcho


 Tem coisa mais linda do que ver estes pequenos grandes artistas dançando? Não, não tem.

É mãe chorando pra cá, pai registrando tudo pra lá... e o sorriso no rostinho de cada um destes artistas é algo sem explicação. Orgulho, satisfação, alegria, vergonha as vezes, medo também... mas quando o posteiro chama a dança tudo se resume em uma grande brincadeira: dançar e encantar.

Uma das maiores virtudes do Tradicionalismo Gaúcho, e o que nos diferencia de diversas culturas, é o envolvimento e engajamento familiar. Isso, que de fato é visto em praticamente todas entidades tradicionalistas, é de suma importância para a manutenção e crescimento do Movimento.

É necessário atentar às novas gerações, já dizia Barbosa Lessa...
E é imprescindível também, valorizar cada suspiro de sonho destas crianças, cada chance de crescimento deles no tradicionalismo, seja nas invernadas artísticas, na lida campeira, concursos culturais... Vamos dar as mãos e lutar por estes pequenos que são o presente e o futuro da Cultura Gaúcha.

Pra isso, deixo um pedido carinhoso:
Entidades Tradicionalistas, tenham invernadas de base!

Sejam dois pares, três... dez, tanto faz. Valorizem estas crianças, e tratem de formá-los tradicionalistas que lá na frente poderão ser os representantes máximos de uma cultura que foi plantada e cultivada em cada um deles desde o princípio da vida.

Cá entre nós, lindas são as lembranças de nossa infância, não é mesmo?
Quem me dera ter tido a oportunidade de já nos meus primeiros anos de vida, vivenciar momentos tão especiais ao lado de família e amigos em um mundo de fantasias e alegrias chamado Tradicionalismo Gaúcho...


Fonte: blog Cantinho Gaúcho, de Carolina Bouvie
Marcadores: ,

Postar um comentário

[facebook][blogger]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.