Por que tomar chimarrão? A ciência responde


O Jornal "Metro", de São Paulo, publicou matéria dizendo que "de acordo com especialistas em nutrição, a erva é rica em antioxidantes que ajudam a melhorar o humor. Em outras palavras, isso significa que quem bebe mais chimarrão ou outros tipos de chá derivados do mate têm mais chances de se sentir feliz" - ou seja, o que a Escola do Chimarrão prega há muitos anos. O Gaúcho e o brasileiro precisam saber por que se toma mate, pois não é somente um hábito, costume ou tradição, mas é uma bebida nos abastece de nutrientes, que leva para dentro de nosso organismo vitaminas essenciais para nossa vida.

"O chimarrão traz em sua essência inúmeros benefícios humanos, sociais e principalmente medicinais. Foi considerada pela Sociedade Científica de Paris e Instituto Pasteur, da França, como a planta mais completa em propriedades, que se tem conhecimento, sendo chamada de “Árvore da Vida”. A erva-mate recebe o nome de Ilex Paraguariensis St. Hil., por ter sido descoberta e catalogada pelo cientista francês Auguste Saint-Hilaire" - falam os palestrantes da escola em suas palestras.
 
 
 Não importa o jeito de fazer. Se decorado, sem topete, com enfeite, sem enfeite... o Importante é beber saúde


Além dos benefícios físicos oferecidos pelas propriedades medicinais, o chimarrão, por sua dinâmica, oferece integração social, já que na Roda de Mate, peão e patrão, ricos e pobres, tomam da mesma cuia e bomba, sem diferença de raça, cor ou credo. No mate e seu Ritual encontramos: Aliança que emana amizade, hospitalidade, fraternidade e respeito; Reunião Familiar – Encontro de Gerações e companhia para os momentos de solidão.

Por isso tomemos mate (sim, mate, por que é a mesma coisa que chimarrão) para sermos mais felizes.


Fonte: blog do Rogério Bastos
Marcadores: ,

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.