Ouça a 40º Califórnia da Canção AO VIVO


Ouça a 40º CALIFÓRNIA DA CANÇÃO NATIVA AO VIVO na Rádio Elshadday 104.8 FMhttp://1049fm.wixsite.com/radio104

O pioneiro dos festivais de música gaúcha está de volta neste final de semana. A Califórnia da Canção Nativa, berço de clássicos regionalistas, retoma sua mostra competitiva com grandes atrações desta sexta (8/12) a domingo (10/12), no Teatro Municipal Rosalina Pandolfo, em Uruguaiana. Os ingressos custam entre R$ 60 e R$ 100 por noite.

O evento, que chega agora à 40ª edição, já revelou canções como Negro da Gaita (1977), Esquilador (1979), Veterano (1980) e Guri (1983), mas teve sua continuidade rompida depois de 2009. Em 2013, o CTG Sinuelo do Pago conseguiu realizar uma nova edição do festival, repetindo o feito nos dois anos seguintes – embora sem competição no último deles, apenas um concerto comemorativo.

– Há quatro anos estamos retomando a Califórnia, mas só agora ela voltou com força, com tudo que determina seu regulamento. Para nós, esta edição marca sua volta definitiva – avalia Ivoné Emílio Colpo, patrão do Sinuelo do Pago.

São 20 canções classificadas na competição, compostas por alguns dos destaques da música gaúcha, como Silvio Genro, Érlon Péricles, Gujo Teixeira, Sérgio Rojas e Luciano Maia. Há também shows não competitivos: nesta sexta, os convidados são Mano Lima e o grupo Uruguaianenses Cantam seus Cantos; neste sábado, Mário Barbará e Chico Saratt e Camerata Pampeana; e domingo, Mauro Moraes e João de Almeida Neto.

O festival está sendo viabilizado com a lei de incentivo estadual, apoio de diferentes instituições e bilheteria, totalizando um orçamento de R$ 420 mil. Com verba, foi possível planejar diferentes prêmios e pagar auxílio de custo para os músicos classificados. A Calhandra de Ouro, premiação máxima, rende aos vencedores troféu e prêmio de R$ 5 mil.

– A Califórnia é o nosso evento mais importante, juntamente com o Carnaval – afirma Ricardo Peró, diretor de Cultura de Uruguaiana. – O evento leva o nome de Uruguaiana para o Estado todo e para o Brasil. Por isso, o prefeito pediu que fosse apresentado um projeto para o festival, que ajudamos a profissionalizar. A Califórnia é um patrimônio cultural do RS que precisa ser preservado.

Colpo comemora o sucesso do projeto e se mostra confiante em relação ao futuro do festival:

– Com a possibilidade de novos patrocinadores, estamos fazendo uma Califórnia da Canção grandiosa, sem problemas financeiros. Daqui para frente, o festival seguirá fortalecendo a cultura e a música gaúcha.

Fonte: portal GaúchaZH


As composições classificadas são:

As Três Marias de Maria
Letra: Sergio Carvalho
Música: Pereira Juliano Gomes

Valsanejariando
Letra: Carlos Nejar
Música: Ségio Rojas

Originários
Letra: Fernando Saldanha
Música: Rodrigo Morales

O Milongueiro Vai
Letra: Érlon Péricles
Música: Érlon Péricles

Aprendendo a Morrer
Letra: Mauro Ferreira
Música: Luiz Carlos Borges

Sobra de Baile
Letra: Anomar Danubio Vieira
Música: Juliano Gomes

Tatuagens
Letra: Gilberto Carvalho
Música: Lenin Nuñez

Amor em Trova de Lua
Letra: Gujo Teixeiras
Música: Sérgio Rojas

De Compadre
Letra: Paulo Ozório Lemes
Música: Fabricio Ocaña

Memorias Profanas
Letra: Robson Barenho
Música: Talo Pereira

Folcloreando
Letra: Érlon Péricles
Música: Érlon Péricles

Um Homem, Um Cavalo e Um Cachorro
Letra: Silvio Genro
Música: Silvio Genro

Rumo Íntimo
Letra: Tadeu Martins
Música: Tuny Brum

Na Sombra do Angico
Letra: Rafael Ovídio
Música: Cesar Santos

Nas Asas de Uma Canção
Letra: Paulo Righi
Música: João Chagas Leite

La Cruz Del Sur
Letra: Sergio Carvalho Pereira
Música: Pedro Guerra Pimentel

Banda Oriental
Letra: Fernando Saldanha e Tasso Canaparro
Música: Fernando Saldanha

A Vida em Preto e Branco
Letra: Túlio Souza
Música: Arison Martins

Linguagem
Letra: Anomar Danubio Vieira
Música: Luciano Maia

Meu Lobuno é de Papel
Letra: Volmir Coelho
Música: Volmir Coelho


Clique aqui e confira as primeiras classificadas da 40ª Califórnia.

Fonte: facebook e site do Festival

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.