Lembro como se fosse hoje, meu primeiro baile em São Lourenço das Missões, com os Irmãos Borges: "10 de outubro de 1962".

Nessa noite carimbei o passaporte para uma viagem que até hoje ainda não comecei a procurar a passagem de volta. Penso, repenso e concluo que se tivesse hoje que reiniciar tudo desse mesmo ponto, faria de novo com a mesma alegria, disposição e euforia daquela noite de 1962. Às vezes penso naquele velho provérbio: "não tenho tudo o que quero mas quero tudo o que tenho" e me emociono porque, realmente, minha vida foi sempre construída com muita dificuldade mas com um sabor incomparável. Não canso de repetir que sou um músico muito feliz, realizado e que tem a certeza de andar cumprindo lindaço com a missão que Deus confiou.

Por isso e muito mais, rezo pedindo ao grande pai bastante saúde e muita luz para poder seguir a caminhada sem deixar rastros de que possa arrepender-me ou envergonhar os meus.

Viva a Música!
Borges (10/2017)


Fonte: blog do Léo Ribeiro
Axact

#ProsaGalponeira

O Prosa Galponeira é um portal voltado para a divulgação da cultura gaúcha, amplamente diversificado, trazendo notícias sobre os festivais nativistas, shows - agenda de artistas, rodeios, eventos em CTGs, MTG e CBTG, artigos culturais, histórias e personalidades marcantes da nossa cultura, entre outras informações e histórias. E-mail: prosagalponeira@gmail.com.

Poste o seu comentário:

0 comments: