Desfile farroupilha cultua a tradição

Hoje ocorrerá a última reunião para definição dos detalhes que restam a ser discutidos na programação dos Festejos Farroupilhas. O presidente da Comissão dos Festejos Farroupilhas e coordenador da 5ª Região Tradicionalista, Luiz Clóvis Vieira, salienta que o evento deste ano não terá apoio financeiro da Prefeitura. “Teremos que fechar a programação conforme as condições. Não teremos recursos e vamos tentar alguns patrocínios”, explica. A comissão é composta pela Prefeitura, Brigada Militar, Corpo de Bombeiros, Associação Tradicionalista Santa-Cruzense e 6ª Coordenadoria Regional de Educação.

O desfile está confirmado para dia 20, durante a manhã, na Rua Ernesto Alves. O almoço e encerramento serão no Parque de Eventos. À tarde, haverá um evento campeiro recreativo com a participação de todas as entidades. Vieira informa que receberá solicitações para a realização de rondas crioulas de quem desejar, inclusive de grupos de amigos. “Vamos divulgar as atividades que serão realizadas somente depois da reunião. Assim poderemos produzir os materiais para convidar a comunidade”, disse.

A chama crioula foi acendida entre os dias 10 e 12 deste mês em Mostardas, no Litoral Sul. O local foi escolhido por ter sido cenário do nascimento de Menotti Garibaldi, filho de Giuseppe e Anita Garibaldi. A cavalgada dos Cavaleiros da Integração chegará a Santa Cruz do Sul no dia 11 de setembro com a centelha, que será entregue ao município em cerimônia oficial no dia 13. A estimativa da Ordem dos Cavaleiros do Rio Grande do Sul (Orcav), ligada ao MTG, é que até a Semana Farroupilha, mais de 300 cavalgadas estarão percorrendo campos e estradas do Rio Grande do Sul, conduzindo o símbolo para as 30 Regiões Tradicionalistas. Em 2018 a chama será gerada em Iraí, região Norte do Estado.

O tema deste ano é “Farroupilhas: idealistas, revolucionários e fazedores de história”, definido no 65º Congresso Tradicionalista Gaúcho, em Bento Gonçalves. O CTG Lanceiros de Santa Cruz vai se apresentar no palco principal do Acampamento Farroupilha de Porto Alegre no dia 15 de setembro, às 18 horas.

Preocupação com o mormo

Em relação ao Desfile Farroupilha, há uma preocupação quanto ao mormo. Segundo Luiz Clóvis Vieira, os proprietários dos cavalos precisam ter o Guia de Transporte Animal (GTA). Para que o GTA seja emitido, é necessário que o animal esteja com os exames negativos para anemia infecciosa e o teste de mormo negativo. “Queremos um veterinário para fazer os exames em grande escala, o que deixaria mais barato. Com isso, podemos resolver o problema dos que ainda não têm. Há tempo suficiente para que todos façam.” Os exames custam cerca de R$ 150,00 por animal, incluindo mão de obra e demais custos. O prazo de validade deles é de seis meses.


Por: JOÃO CLÉBER CARAMEZ
Fonte: portal GAZ
Axact

#ProsaGalponeira

O Prosa Galponeira é um portal voltado para a divulgação da cultura gaúcha, amplamente diversificado, trazendo notícias sobre os festivais nativistas, shows - agenda de artistas, rodeios, eventos em CTGs, MTG e CBTG, artigos culturais, histórias e personalidades marcantes da nossa cultura, entre outras informações e histórias. E-mail: prosagalponeira@gmail.com.

Poste o seu comentário:

0 comments: