Filha troca valsa por Mercedita no baile de 15 anos e vídeo emociona a internet

Amanda brilhou ao lado do pai dançando Mercedita
Foto: Reprodução Focus Cine


Quando os primeiros versos de ''Mercedita'' ecoaram da caixa de som, a filha Amanda Wilke Corrêa disse ao pai Bruno Machado Corrêa: "É agora". Na pista de dança, os dois emocionaram ao substituir a tradicional valsa pelo chamamé no sonhado baile de 15 anos. A escolha seguiu um estilo de vida da família que deixou a festa ainda mais divertida e única para a debutante.

O aniversário foi no dia 24 de junho em Maracaju, a 160 quilômetros de Campo Grande. Amanda é estudante do 1º ano do Ensino Médio e dançarina no CTG (Centro de Tradições Gaúchas) do Município. Encantada pelo chamamé e guarânia, a decisão de dançar Mercedita surgiu há 2 meses quando a família acertou todos os detalhes da festa.

O vídeo, que ficou como recordação, está fazendo um sucesso que Amanda não esperava. Publicado na página da Focus Cine, o vídeo já tem mais de 1,4 mil compartilhamentos e 1,3 mil curtidas.

"Foi incrível, parece que era pra gente dançar exatamente essa música. E depois de tanto ensaio a minha noite foi mágica", descreve Amanda.

Ela e o pai passaram dias ensaiando a apresentação dentro de casa. Com orientação do professor de dança de Amanda, os passos foram as escondidas para emocionar parentes e amigos. "Só minha família de casa sabia. Mas eu confesso que não imaginava essa repercussão. Todo mundo que assistiu me disse que ficou emocionado e realmente foi um momento muito emocionante".

Filha de pais agropecuários, a música marcou a admiração da família pela música regional. "Foi bem marcante, porque eu e meus pais gostamos muito de dançar. Isso veio da minha família e acabei me acostumando".

Antes da dança, Amanda temia errar algum passo, mas tirou de letra a interpretação de cada verso e melodia. "A gente ensaiava em casa com o saiote e erramos todas as vezes. Ali a gente deu conta e foi maravilhoso", diz.

De família gaúcha, a mãe Gabriela Wilke Corrêa, de 45 anos, não poupa elogios a filha. "Ela estava linda. Foi do jeito que a gente imaginou. Claro que os 15 anos é um sonho dos pais, mas esse foi principalmente dela, em cada detalhe. E ver ela dançando Mercedita fez todo mundo chorar".

Amanda revela sobre o nervosismo do pai que se transformou em confiança quando chegaram na pista. "Eu disse é agora e ele me respondeu: agora vai sorrindo. E acho que conseguimos transmitir nossa paixão pela música", conta.

Com passos impecáveis, pai e filha arrasaram na pista e mesmo nos últimos minutos, quando a tiara de Amanda quase caiu, ela a colocou de volta finalizando a dança nos braços do pai com direito a coreografia.


Fonte: Chasque de Thailla Torres, no portal Campo Grande News

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.