Confesso que o FENART é desconhecido para nós.

Pouco ouvimos falar, é verdade.

Para não dizer que não conhecia, sei que os grupos Biriva por exemplo dançam o FENART ao ganhar o FEGADAN, ou então que o campeão do ENART costuma (ou costumava, não sei mais) dançar o FENART, disputando com os campeões do restante do país nas suas etapas estaduais.

Resolvemos falar do FENART, mesmo que de forma simplória perto do tanto que poderia ser dito, porque recebemos um sincero desabafo.

Não há forma melhor de falar sobre o assunto do que transcrevendo as palavras da Natália, do CTG Chama Crioula de São Gabriel do Oeste - MS, que veio falar com a gente e contar um pouco.

Então segue:

"O FENART está tão esquecido que foi marcado no mesmo mês que o juvenart e festmirim.

É de porte nacional, o Sul também pode participar entende, talvez esse ano por ser muito longe, ninguém pode vir...

E as mirins e juvenis também participam desse evento. Entretanto, quem valorizará essas invernadas com esses eventos tão grandes no Sul acontecendo de forma simultânea?

Ficamos até sem musical a principio... Pois ninguém podia vir ao MS e depois ao MT já que estavam comprometidos com as invernadas mirins e juvenis.. Nossa sorte é que tem muita gente talentosa ai no Sul.

Nossa invernada por exemplo, está investindo pesado, já viajamos para fora, ganhamos vários rodeios e FEGAMS já... é um pouco triste saber que o evento que podemos participar com mais facilidade (FENART ACONTECE APENAS EM ANOS IMPARES) é tão deixado de lado...

Claro que podemos participar do ENART... PORÉM temos que participar dos rodeios que acontecem ai no Sul, nos classificarmos e aí sim.. O problema não seria a classificação pois realmente investimos, dançamos, vamos aos ENARTs, vemos videos, estudamos... o que fica inviável infelizmente é a questão financeira. Custa muito dinheiro sair do estado e ir ao sul várias vezes ao ano para participar de rodeios. Vontade não nos falta, mas se é difícil para os grupos do sul se manterem, imagina para cá, com menos gente e nenhum visibilidade..

Cada dia mais os grupos pelos outros estados tirando a região SUL se acabam... não há incentivo! E quando há um concurso onde podemos participar e sermos vistos, é simplesmente ignorado.

Creio eu, que alguns nem tenham a ciência do seu acontecimento..."

Che, que coisa complicada...

Realmente seria importante se as entidades organizadoras desses eventos tivessem uma justificativa do porque marcar tantos eventos no mesmo mês...

Quanto a distância, com certeza é um dificultador, porém me recordo que já teve etapa do Nacional lá em Jataí em Goiás (lembro porque meus avós são de lá, se não talvez...) e foi um grande evento, com muitas entidades participando.

O que fazer? Não sei, mas da forma que está não pode continuar.



Para saber mais, clique aqui.
Fonte: portal Estância Virtual
Axact

#ProsaGalponeira

O Prosa Galponeira é um portal voltado para a divulgação da cultura gaúcha, amplamente diversificado, trazendo notícias sobre os festivais nativistas, shows - agenda de artistas, rodeios, eventos em CTGs, MTG e CBTG, artigos culturais, histórias e personalidades marcantes da nossa cultura, entre outras informações e histórias. E-mail: prosagalponeira@gmail.com.

Poste o seu comentário:

0 comments: