União à moda gaúcha


Quando adentrou nas dependências do CTG Laço da Querência na Zona Sul da capital, sábado a noite, a linda Liliane Pappen não conteve as lágrimas ao se ver rodeada de amigos e escutar o noivo Rogério Bastos cantando juntamente com Kayron Espindola e o conjunto Alma Gaudéria a versão gaúcha de "Aleluia". - Se mil anos eu viver, jamais esquecerei o que senti ontem... foi único, especial... Foi incrível!
 
O Padre Valdir Antônio Formentini, amigo da família, foi o encarregado da cerimônia religiosa realizada a moda gaúcha utilizando o chimarrão, assunto que  a Liliane é mestra,  como símbolo de amor, diálogo, fidelidade e fé.
 
Tenho a mais absoluta certeza que estes momentos de amizade, de confraternização, de espiritualidade, serão perenes, inesquecíveis.
 
De minha parte (e da minha esposa) será uma data a ser relembrada por motivos ambíguos, isto é, de felicidade e de tristeza. 
 
De felicidade por ver nos rostos destes queridos amigos a realização de um sonho. De tristeza, por não poder estar juntos neste momento tão importante, justamente nós, convidados a apadrinhar este casal tão estimado e merecedor de nosso carinho.
 
Por coisas de fio-de-bigode, de compromissos já agendados, acabamos por não participar desta noite memorável. É uma mágoa que vamos carregar para o resto dos dias.
 
De toda a forma, o nosso eterno agradecimento e o nosso desejo de paz, de harmonia, de felicidade a estes amigos que a vida nos presenteou e nos ensinou a admirar.
 
E fica a pergunta: - Até que ponto a palavra empenhada vale mais que a própria vontade?


Fonte: blog do Léo Ribeiro
Marcadores:

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.