Um dedo de prosa rusguenta

Hoje vamos postar uma coisa diferente.

Através de nosso e-mail (blogdoleoribeiro@hotmail.com) recebo diversos contatos de amigos e pessoas que nem conheço se reportando a diversos assuntos. A maioria deles é sobre o que postamos no blog. Deixo claro que a crítica construtiva é bem-vinda, embora este "chasqueiro virtual da cultura gaúcha" seja uma coisa particular, minha. 

Ontem, Dia das Mães, recebi alguns comentários desairosos por ter colocado um vídeo, no quadro Começando a Lida Blogueira, com um poema sobre as mães com a interpretação do apresentador Rolando Boldrin, ou seja, um ''estrangeiro" (na linguagem dos e-mails) recitando uma obra também de autor de fora do Estado, com tanto poema, poeta, declamador aqui da terra. 

Talvez estes fiscais de plantão sejam os mesmos que criticaram o menino Thomaz Machado, no The Voice Kids.  

Quero esclarecer, embora não precise disto, que nosso blog é um dos poucos dedicados aos usos e costumes gaúchos mas que a música, a dança e a poesia, quando de bom gosto, são universais. Não tem fronteiras. 

Gosto de Luiz Gonzaga a Caetano Veloso, de Tonico e Tinoco a Martinho da Vila, de Pablo Neruda a Aureliano de Figueiredo Pinto, de Rolling Stones a Mano Lima, porque são autênticos em sua arte. 

Temos que perder este provincianismo de que só nós soubemos fazer. Que somos superiores. Nos queixamos que nossa cultura não passa o Rio Mampituba mas reclamamos ao dar vasa a um programa com cheiro de terra como o de Boldrin. Aliás, programa este que convida diversos artistas gaúchos enquanto outros, por aqui, não estão nem aí para as nossas tradições ou tem os seus preferidos e só estes aparecem.   

Não é provocação mas, por teimosia, vou deixar mais um dia o poema sobre as mães com o grande Rolando Boldrin. 

Era isto.

Léo

Fonte: blog do Léo Ribeiro
Marcadores: ,

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.