Falta de Laço

 Bernardino Souza

Quando eu era pequeno e fazia alguma arte ou desrespeito meu velho pai (foto), que nos deixou num dia 05 de maio, do ano de 1994 (portanto hoje faz 23 anos de ausência e saudade), dizia:

- Isto é falta de laço.

E seguidamente o laço (ou a vara de marmeleiro) pegava mesmo. Contudo, não deixei de gostar de meu velho por conta destas atitudes mais bruscas e hoje até lhe agradeço pois me fez um homem reto e digno.

Pois bombeando o que fizeram com nossos monumentos em Porto Alegre e Pelotas (ver postagem abaixo) eu repito a frase de meu velho pai em relação a estes pichadores e depredadores:

- Falta de laço.

(e não me venham os entendidos dizer que estou incitando a violência pois esta, quem cometeu primeiro foram eles).


Fonte: blog do Léo Ribeiro
Marcadores:

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.