É triste. É lamentável. E precisa mudar.

Esta semana um vídeo no Facebook mobilizou a gauchada que está acostumada a ouvir reclamações frequentes por conta do barulho durante a noite em CTGs em todo o Estado e inclusive Santa Catarina, Paraná...

A grande questão é: se o barulho incomoda, e a lei é clara, o que fazer ou como fazer para que atitudes drásticas não sejam tomadas pelos órgãos públicos?

Parece claro para todo mundo, que é preferível mil vezes gente em CTG dançando, do que na rua fazendo qualquer outra coisa.

São inúmeros os casos de CTGs que foram obrigados a fechar as portas de seus galpões caso não fizessem um super enclausuramento acústico ninja que não passa nada.

Outro problema gigante é referente aos eventos. Bailes, muitas vezes precisam ser pré-agendados na prefeitura com mais de um ano de antecedência, com 3 ou 4 datas no máximo durante o ano, para que sejam avisados os vizinhos que nestas noites haverá barulho, e existe uma liberação que o permite.

Aonde a coisa vai parar che?

O resultado é claro: menos ensaios durante a noite (que é na grande maioria o único horário possível, já que durante o dia cada um exerce uma atividade), menos bailes, menos jantas, menos eventos, menos costumes, menos tradição.

E outra ainda. Em função dessas leis, os CTGs optam por construir os novos galpões bem retirados, o que dificulta o acesso tanto para dançarinos quanto para frequentadores apenas dos eventos, além de gerar um problema de falta de segurança, por não haver um mínimo de sensação de tranquilidade, principalmente nas grandes cidades.

A solução para isso? Não sabemos... Bom senso talvez? Mas por parte de quem? Dos órgãos ou dos moradores dos arredores?

A coisa tá osca xirú...


Fonte: portal Estância Virtual.
Leia mais notícias, clicando aqui.
Axact

#ProsaGalponeira

O Prosa Galponeira é um portal voltado para a divulgação da cultura gaúcha, amplamente diversificado, trazendo notícias sobre os festivais nativistas, shows - agenda de artistas, rodeios, eventos em CTGs, MTG e CBTG, artigos culturais, histórias e personalidades marcantes da nossa cultura, entre outras informações e histórias. E-mail: prosagalponeira@gmail.com.

Poste o seu comentário:

0 comments: