Artigo: Sexta-feira da paixão


Sexta-Feira Santa, ou Sexta-Feira da Paixão, é a sexta-feira antes do Domingo de Páscoa. É a data em que os cristãos lembram o julgamento, crucificação, morte e sepultura de Jesus Cristo.

Segundo a tradição cristã, a ressurreição de Cristo aconteceu no domingo seguinte ao 14º dia do calendário hebráico. Assim contando, chega-se a sexta-feira como dia da morte de Cristo.

A Sexta-Feira Santa é um feriado móvel que serve de referência para outras datas. É calculado como sendo a primeira sexta-feira de lua cheia após o equinócio de outono no hemisfério sul, ou o equinócio de primavera no hemisfério norte, podendo ocorrer entre 22 de março e 25 de abril.

Na igreja católica, este é o mais importante período do ano litúrgico. Toda ritualística e liturgia católica está em função de Cristo Crucificado.

Em várias partes do Brasil e do mundo a celebração da Paixão e Morte do Senhor é acompanhada de Procissão do Enterro, também conhecida como Procissão do Senhor Morto. Em Porto Alegre, em direção ao Morro da Cruz, se refaz a Via Sacra de Cristo.

A igreja exorcisa os fiéis a que neste dia se observem alguns sinais de penitência, assim, convida-os a prática de jejum e de abstinência de carne, além de muita oração.

Lembro que em meus tempos de menino, na Sexta-Feira Santa, as crianças eram proibidas de correr, de gritar, caso contrário apareceria o "demo". Os adultos não tiravam leite, não varriam casa, enfim, era um dia de reclusão e venerança.


Fonte: blog do Léo Ribeiro
Marcadores:

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.