O que ficou de melhor (e pior) do FEGADAN 2016


Buenas moçada, tudo certo?

Este final de semana que passou ocorreu o III FEGADAN, como muito falamos aqui na Estância Virtual durante este mês.

Independente dos resultados em todas as modalidades do FEGADAN, FEGACHULA ou o próprio rodeio de Criúva, ficam as lições aprendidas no evento, a qual podemos citar algumas abaixo:

- Falta de divulgação e estrutura por parte do MTG: excluindo os avaliadores (que também fazem parte do MTG) que fizeram muito bem o seu papel, passando horas e horas sem intervalo para o bem do evento, é nitidamente perceptível o quanto o MTG pouco se preocupa com este evento. A lista de classificados para o domingo não foi divulgada em lugar algum nas redes sociais, muito menos foi comentado algo sobre. Para não ser injusto, algumas páginas comentaram que o FEGADAN iria acontecer e a data.

- Clima propício para integração:  deu a impressão que quem estava presente estava de cabeça aberta, sem pensar simplesmente no concurso e nos resultados. Notamos isso principalmente na chula, com muitos amigos dançando junto e fazendo uma baita festa!

- Falta de estrutura: como de costume em praticamente todos rodeios, faltaram banheiros, higienização e etc, mas o mais complicado foi a falta de luz. Vale repensar para os próximos.

- Criúva: o local é ótimo. Muito espaço, principalmente para acampamentos, e por estar acontecendo o rodeio crioulo em conjunto, formou-se um grande clima de festa gaúcha! Lembrou um pouco o rodeio de Flores da Cunha, por exemplo.

Estes comentários não são uma crítica com intuito de desmerecer o evento, muito pelo contrário, são sugestões para cada vez mais abrilhantar o FEGADAN. Festival este, que não iria ocorrer se dependesse apenas do MTG e da Prefeitura de Caxias do Sul, que o cancelaram faltando um mês para acontecer.

Fica novamente o agradecimento ao James Pereira, que fez de tudo para que o CTG Pousada dos Tropeiros (organizadores do rodeio de Criúva) abraçasse esta causa, pois o FEGADAN não poderia morrer (e infelizmente iria!).

Esperamos que o MTG já comece a organização para o próximo, assim como deve estar fazendo com outros grandes eventos e festivais que ocorrerão no próximo ano.

Um forte abraço, e deixe teu comentário, opinião, crítica ou o que for lá no nosso FACEBOOK, assim a prosa vai crescendo e as ideias vão surgindo.

Forte Abraço a todos!



Fonte: portal Estância Virtual
Clique aqui para ver a matéria original.
Marcadores: , ,

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Italo Dorneles

{picture#https://scontent.fcwb2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031980_1559156280771539_4826566830380784332_n.jpg?_nc_cat=0&oh=31056e35fc0ba042b61a3b826bd6d603&oe=5BD0DC01} O editor Ítalo Oliveira Dorneles é gaúcho, natural de Canguçu e hoje residente e domiciliado em Arroio Grande. Advogado, atua nas mais diversas áreas do Direito. Apaixonado pela cultura gaúcha, já participou (como integrante e ensaiador) de diversos grupos de danças e também participou de festivais de declamação. Desde 2008 edita, administra e mantém o PROSA GALPONEIRA. {facebook#https://www.facebook.com/italo.dorneles} {twitter#http://twitter.com/italodornelesrs} {google#https://plus.google.com/+ÍtaloDorneles} {youtube#http://www.youtube.com/c/%C3%8DtaloDorneles} {instagram#https://www.instagram.com/italodornelesrs}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.