Começa hoje em Medianeira a Semana Farroupilha, evento organizado pelo CTG Sentinela dos Pampas e que tem seu encerramento previsto para o dia 20, Dia do Gaúcho, com atividade na praça central da cidade.

Hoje, na abertura, um evento importante marca o início das comemorações. A chegada da Chama Crioula. A Chama saiu do CTG Charrua de Foz do Iguaçu e está percorrendo os municípios da 12ª Região Tradicionalista. A chegada em Medianeira ocorreu na manhã desta terça-feira (13), e a entrega ao Patrão do Sentinela dos Pampas da cidade, será por volta das 19 horas, no CTG.

No ano de 1947 foi criado em Porto Alegre, no Colégio Júlio de Castilhos, um Departamento de Tradições Gaúchas, com o objetivo de resgatar, preservar e proporcionar a revitalização das coisas tradicionais do Rio Grande do Sul, através da história gaúcha. Naquele momento, um grupo de jovens do colégio manifestou o desejo de fazer, a cavalo, o acompanhamento dos restos mortais do General Farroupilha, David Canabarro, que era transladado ao Panteão Rio-grandense no cemitério da Santa Casa de Misericórdia.

O ato ocorreu em 5 de setembro, com oito jovens a cavalo. Dois dias depois, três daqueles jovens (Paixão Cortes, Cyro Ferreira e Fernando Vieira) também a cavalo retiraram uma centelha do Fogo Simbólico da Pátria, a meia noite do dia 7, acendendo o candeeiro crioulo que foi guardado no Colégio Julio de Castilhos, dando origem à Chama Crioula, que simboliza o apego do gaúcho à sua terra, o seu nativismo, seu telurismo.

A Chama Crioula traz em si o reconhecimento pela história e pela trajetória social do gaúcho. Desde então, o acendimento e distribuição da chama crioula se repete anualmente.

Assessoria


Fonte: portal Guia de Medianeira
Axact

#ProsaGalponeira

O Prosa Galponeira é um portal voltado para a divulgação da cultura gaúcha, amplamente diversificado, trazendo notícias sobre os festivais nativistas, shows - agenda de artistas, rodeios, eventos em CTGs, MTG e CBTG, artigos culturais, histórias e personalidades marcantes da nossa cultura, entre outras informações e histórias. E-mail: prosagalponeira@gmail.com.

Poste o seu comentário: