16º Encontro Maçambarense de Artes Tradicionais
Data: 16 de Outubro de 2016
Organização: C.T.G Recreio dos Gaudérios e G.D Laços da Fronteira
Local: Ginásio Municipal
Maçambará/RS


CONVITE

O Grupo de Danças Laços da Fronteira, do Município de Maçambará, convida todas as entidades culturais, para o seu 16º EMART- Encontro Maçambarense de Artes Tradicionais instituindo este ano como RODEIO ARTISTICO

Capítulo I
DAS FINALIDADE
Art 1º – O 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART, é uma promoção de caráter cultural, com a participação de entidades ou grupos que cultivam a tradição Gaúcha.

Art. 2º. - O 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART, tem por objetivos:

I – Resgatar a cultura de um povo, valorizar as pessoas que estão envolvidas, promover a integração e o intercambio cultural entre entidades tradicionalistas.
II – Dar oportunidade para que surjam novos grupos, entidades, para maior divulgação da arte de dançar o folclore gaúcho.
III- Poderão participar grupos, entidades, escolas de todas as categorias.
IV – Os grupos deverão fazer sua apresentação devidamente pilchados.
V - promover a harmonia, a integração e o respeito evitando-se a projeção da vaidade e o personalismo entre os participantes;
VI - valorizar o artista amador do Rio Grande do Sul, evitando atitudes pessoais ou coletivas que deslustrem os princípios de formação moral do povo gaúcho;

Capítulo II
DOS PARTICIPANTES
Art. 3º. - Participarão do 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART, as Entidades filiadas ao MTG, as Entidades não filiadas ao MTG; bem como escolas e outras Entidades a fins, que se propuserem a obedecer ao Estatuto e aos diversos regulamentos do MTG, especialmente este, além de:

§ 1º. – A coordenação do evento, a qualquer tempo, poderá impedir a participação de qualquer Entidade filiada ou não, em qualquer etapa de execução do 16º Rodeio Artístico, normatizados neste regulamento ou suas alterações em Portarias, que poderão ser emitidas a qualquer tempo pela patronagem e coordenação do C.T.G Recreio dos Gaudérios, mediante comunicação por escrito a Entidade;

§ 2º. - Quando o impedimento se referir a uma Entidade, a medida se estende a todos os seus representantes, individuais e coletivos, inscritos por ela.

Art. 4º. - Somente poderão participar do 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART, aqueles concorrentes, que tiverem até 10 anos incompletos, participarão da categoria Dente de Leite; 10 anos até 14 anos incompletos, na categoria mirim; 14 anos até 18 anos incompletos para a categoria Juvenil e a partir de 18 anos para a categoria Adulto.

§ 1º. - A comprovação da idade será feita à coordenadoria do 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART, no momento das inscrições, mediante apresentação de carteira de identidade do concorrente e entrega de cópia da mesma, sendo que será permitido(a) ao(a) concorrente com idade inferior subir de categoria, mas em hipótese alguma, com idade superior concorrer em categoria abaixo da sua.

§ 2º. - O uso da Pilcha Gaúcha é obrigatório para todos os participantes durante a realização do evento (patrões, dirigentes, organizadores, comissões, participantes (concorrentes), ficando facultativo o uso para o público em geral.

Art. 5º. - Participarão dos concursos do 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART, individual ou coletivamente, apenas artistas amadores.

Parágrafo único - São considerados amadores, para efeitos de participação no 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART, os candidatos que, eventualmente, tenham participado como integrantes de grupos que se apresentam mediante remuneração e/ou participação de gravações fonográficas, individuais ou coletivamente, observando-se o prescrito no Art. 3º, e seus incisos.

Capítulo III
DAS INSCRIÇÕES
Art. 6º. - As inscrições serão gratuitas e deverão ser realizadas por Entidades, descritas no art. 3° deste regulamento;

§ 1° As inscrições poderão ser realizadas até o dia 08 de outubro de 2016 (sábado) até às 20 horas por e-mail (nadyrgrun@hotmail.com), ou (rodrigues2305@hotmail.com), não sendo permitida inscrições por telefone, favor informar o número de pessoas que irão almoçar.

Art. 7º. - O participante associado (dançarino) de mais de uma Entidade deverá optar em participar por uma delas, com exceção aos integrantes do Grupo Musical e/ou Instrumental dos Grupos de Danças Tradicionais e os Instrutores, que poderão tocar (participar) por mais de uma Entidade, independente do município e ou Entidade.

§ 1º. - A participação de candidatos em mais de uma modalidade será de inteira responsabilidade do Patrão, no que diz respeito a compatibilidade das apresentações, fazendo a intermediação junto a Comissão Organizadora, sem alterar o andamento do evento.

Art. 8º. - As fichas de inscrição serão preenchidas adequadamente, que será remetida a coordenação do 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART;

§ 1º. - A Entidade filiada ao MTG, e os não filiados ao MTG deverão apresentar a cédula de identidade civil;

§ 2º. - Nas fichas de inscrição para todos os concursos deverá constar nome, data de nascimento, número da Identidade Civil, Entidade, cidade, e na ficha do grupo de danças, o nome do respectivo posteiro artístico ou ensaiador.

§ 3º. - As inscrições realizadas junto a Secretaria da Entidade, no prazo estabelecido no inciso 1° do artigo 6º, serão efetivadas pela expedição de protocolo de recebimento pela comissão organizadora do 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART, o que será feito após a conferência das fichas recebidas.

§ 4º. - No caso de impedimento de algum participante, seja de apresentação individual ou coletiva, este poderá ser substituído, desde que o novo integrante não esteja participando por nenhuma outra Entidade, que esteja devidamente inscrito como suplente e que a substituição seja comunicada, por escrito, até o momento da identificação dos participantes, respeitado o Art. 7º.

1 - Grupo de Danças - mínimo de 06 (seis) e máximo de 12 (doze) pares, respeitando-se a idade regulamentar, inclusive para Entrada e Saída.
3 - O revezamento de pares ou dançarinos, somente será permitido entre uma e outra coreografia, inclusive nas entradas e saídas.
4 - No espaço reservado para apresentação das “Danças Tradicionais”, somente poderão permanecer os integrantes do grupo de danças e do conjunto instrumental e vocal, o Patrão da Entidade e o Posteiro Artístico ou instrutor.
5 – Os Grupos de Danças Tradicionais poderão utilizar musical mecânico, ou seja gravações de CD e outros assemelhados, como também o uso do instrumental.

Capítulo IV
DA OPERACIONALIZAÇÃO
Art. 9º. - O 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART prevê, além das modalidades envolvendo as manifestações do povo Rio-grandense, a realização de promoções culturais de caráter folclórico.

Art. 10 - O 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART se desenvolverá em um único dia, a saber:

I – Domingo com início previsto para 08:00 horas; de responsabilidade da coordenação do evento;

Art. 11- Caberá ao Patrão de cada entidade inscrita, ou pessoa por ele indicada, providenciar junto a Coordenadoria do evento, recorrer dúvidas, sobre a inscrição de seus participantes no 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART, obedecendo-se as determinações e a data estabelecida do referido rodeio; observando-se as normas deste Regulamento.

Art. 12 - Os concursos do 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART, serão desenvolvidos nas seguintes modalidades:

I - Danças Tradicionais;
II - Declamação;

§ 1º. - Paralelo ao concurso de danças tradicionais, desenvolver-se-ão os seguintes concursos:
a) Execução coreográfica para entrada e saída;

Capítulo V
DAS COMISSÕES AVALIADORAS E DE REVISÃO
Art. 13 - Compete aos presidentes das Comissões Avaliadoras:
a) Cumprir e fazer cumprir as determinações deste regulamento, orientando os trabalhos da Comissão.

Capítulo VI
DAS APRESENTAÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
Seção I
Das Disposições Gerais
Art. 14 - A Comissão Avaliadora atribuirá nota aos participantes, empregando os critérios estabelecidos para cada concurso.

§ 1º. - Ao proceder a avaliação, a comissão analisará, detalhadamente, o uso correto da indumentária gaúcha completa, individual ou coletivamente, podendo penalizar com até 02 (dois) pontos da nota final, o participante que não esteja adequadamente “pilchado”, de acordo com as “diretrizes” traçadas pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho.

§ 2º. - Os participantes que optarem pelo uso de trajes de época devem, também, seguir as diretrizes traçadas pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho.

§ 3º. - Em caso de empate em qualquer uma das modalidades são critérios de desempate os seguintes:

a) Danças Tradicionais:
1º.) maior nota de correção coreográfica;
2º.) maior nota de interpretação;
3º.) maior nota de harmonia;
4º.) maior nota de correção musical;
5º.) maior nota de execução musical.

b) Declamação:
1º.) fundamentos da voz;
2º.) transmissão da mensagem poética;
3º.) expressão;
4º.) fidelidade ao texto.

§ 4º. - O empate será constatado no cálculo da nota final considerado os milésimos (três casas após a vírgula).

§ 5º - Se o empate persistir, o resultado será definido por sorteio na presença dos envolvidos e do
coordenador(a) do evento.

Art. 15 - A ordem de apresentação dos participantes, em cada modalidade, será determinada por sorteio, realizado na sede do C.T.G Recreio dos Gaudérios;

Seção II
Do Concurso de Danças Tradicionais.
Art. 16 - Na avaliação dos filiados ao MTG, serão observados os seguintes quesitos:

I - Grupo de Danças:
a) correção coreográfica........................................ 03 pontos
b) harmonia de conjunto ........................................02 pontos
c) interpretação artística ........................................04 pontos

§ 1º. - As “entradas” e “saídas” serão avaliadas, observando-se especialmente os seguintes quesitos:

a) criatividade;
b) coerência com o tema escolhido;
c) comprometimento com a tradição e o folclore gaúcho.

Art. 17 - Os grupos de danças disporão de 20 (vinte) minutos para sua apresentação, incluindo os tempos de "entrada" e "saída", contados a partir da liberação do microfone, perdendo 1(um) ponto por minuto ou fração que exceder ao tempo, descontados da nota final.

Seção III
Do Concurso de Declamação
Art. 18 - No concurso de declamação, cada participante apresentará uma poesia de sua escolha;

Parágrafo único - Os participantes entregarão à Comissão Avaliadora 01 (uma) cópia datilografada ou digitada do poema, sem o que, não serão avaliados. Caso a cópia seja xérox, esta deverá ser legível.

Art. 19 - A Comissão Avaliadora embasará seus critérios nos seguintes quesitos:

I - Fundamentos da voz
a. inflexão e impostação da voz 02 pontos
b. dicção 01 ponto

II - Transmissão da mensagem poética 04 pontos
III - Expressão (facial e gestual) 02 pontos
IV - Fidelidade ao texto 01 ponto

§ 1º. - O participante terá o tempo de 09 (nove) minutos para sua apresentação, perdendo 01 (um) ponto por cada minuto que ultrapassar.

Capítulo VII
DOS PRÊMIOS
DANÇAS TRADICIONAIS
Art. 20 - Os classificados em primeiro e segundo lugares, em cada modalidade receberão troféus;

§ 1°. - Serão agraciadas, com troféus, de acordo com sua classificação, de 1° lugar, as coreografias de entrada e de saída.

§ 2º - A título de incentivo o Concurso de DANÇAS TRADICIONAIS, receberão incentivo financeiro como segue:

1º LUGAR ADULTO: Troféu + R$ 500,00 (Quinhentos reais)
2º LUGAR ADULTO: Troféu

1º LUGAR JUVENIL: Troféu + R$ 300,00 (Trezentos reais)
2º LUGAR JUVENIL: Troféu

1º LUGAR MIRIM: Troféu +R$ 200,00 (Duzentos reais)
2º LUGAR MIRIM: Troféu

1º LUGAR DENTE DE LEITE: Troféu + R$ 100,00 (Cem reais)
2º LUGAR DENTE DE LEITE: Troféu

DECLAMAÇÃO

Art. 21 - Os classificados em primeiro e segundo lugares, em cada modalidade receberão troféus;

Capítulo VIII
DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
Art. 22 - As decisões da Comissão Avaliadora são irrecorríveis.

Art. 23 - Os casos omissos neste Regulamento serão resolvidos pela coordenadoria do 16º ENCONTRO MAÇAMBARENSE DE ARTES TRADICIONAIS – EMART.

Art. 24 - O C.T.G Recreio dos Gaudérios, manterá as Planilhas de Avaliação para possíveis consultas pelo prazo de 90 (noventa) dias após a realização do Evento.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS
- Será cobrado o valor simbólico de R$ 5,00 (Cinco Reais), na entrada de acesso ao local do evento, de todas as pessoas indistintamente de idade, no domingo;
- Haverá local para as Entidades que quiserem vir no Sábado para posar.

CONTATOS:
NADYR: (55) 8421-6275
JOSÉ LUIZ: (55) 9965-4004 (whats)
(55) 8452-9591
(55) 9178-4617

Fonte: portal Identidade Campeira
Axact

#ProsaGalponeira

O Prosa Galponeira é um portal voltado para a divulgação da cultura gaúcha, amplamente diversificado, trazendo notícias sobre os festivais nativistas, shows - agenda de artistas, rodeios, eventos em CTGs, MTG e CBTG, artigos culturais, histórias e personalidades marcantes da nossa cultura, entre outras informações e histórias. E-mail: prosagalponeira@gmail.com.

Poste o seu comentário: